sábado, 24 de junho de 2006

Os bolivarianistas estão chegando

Ele já "inspira" grupos na UFSC há bastante tempo. Agora, sua influência chega também a empresas catarinenses, como mostra o Diário Catarinense na edição deste domingo ("Os tentáculos de Chávez"). Uma indústria de Joinville, gerida pelos trabalhadores, já recebeu 2 milhões de reais em matéria-prima só neste ano.

Tudo em nome da "luta contra o imperialismo", como diz o intermediário da negociação - que, para variar, é membro do diretório nacional PT.

As porteiras da América Latina estão sempre abertas para o neopopulismo autoritário. Questão de formação. Quanto ao Bananão, é pasto farto para os demagogos.

(NOTA: O BLOG do REINALDO AZEVEDO JÁ ESTÁ NA REDE).

17 comentários:

Vânia Soares disse...

bAH!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Que horror!!!!!!!!!!!!!!

Aldemir disse...

Esse Serge sempre viveu à sombra de sindicatos

Marcelo disse...

Ainda anteontem eu vi uma história no Estadão, de uma reunião dos coordenadores do Bolsa-Família. Juntaram pra um um dos economistas que mais entendem de políticas distributivas no Brasil (daqueles que trabalham com números e não com opiniões) e uma "bolivariana" da UFSC. Fico imaginando o que era o debate, mas imagino como o sujeito deve ter se sentido. Uma vez me colocaram numa mesa pra falar sobre cobertura de eleições com o Franklin Martins e um acadêmico opinador duma faculdade paulista. O Franklin falou bastante dos bastidores de Brasília. Aplausos efusivos. Eu procurei me munir de informações sobre o que de melhor havia em termos de cobertura eleitoral no mundo. Aplausos tímidos. O acadêmico opinador da faculdade paulista girou em torno do "abaixo a rede globo" e "foi criminosa a edição que a Globo fez do debate do Collor com o Lula em 89". Aplausos de pé. Pessoalmente, me senti trouxa. Não por não ter ganho aplausos. Mas porque não adianta o cara estudar a fundo, se preparar. O achismo é popularíssimo, sempre.

shirlei horta disse...

É Marcelo... conheço bem a sensação. Quantas vezes recebo comentários, sobre textos que escrevi, que denotam que a pessoa não leu mais do que o início e o fim? Argumentos? Quem precisa de argumentos?

shirlei horta disse...

Tambosi, depois dos rolos da Primeira Leitura, até eu tô com medo de um pelotão botar o pé na porta e gritar:"teje preso!"

O MULTIFÁRIO disse...

Chavez será um dos principais temas da reunião do G8 deste ano. Ele é tido como um dos principais entraves à expansão do NAFTA, ao criar a ÁREA LIVRE DE COMÉRCIO DAS AMÉRICAS. Como se sabe, a intenção do G8 é expandir o NAFTA através do hemisfério, com o fim de evoluir numa UNIÃO AMERICANA nos moldes da UNIÃO EUROPÉIA, objetivando a transformação da ONU num GOVERNO MUNDIAL

shirlei horta disse...

Multifário, aí o bicho pega. Por que não estamos discutindo Alca/Nafta (que eu saiba, dependendo o congresso americano isso não sai nunca), Mercosul? Aí é que a oposição me transtorna: não há debate sobre nada, a gente vai ter que aceitar o que quer que a canalha resolva!!! De quanto mais é capaz Chavez? Boas iniciativas ele tem: a tv sul-americana é um golpe certeiro. Eu mesma quero assistir e não consigo. Por que não consigo? Essa não é a maneira de tratar as coisas quando se está falando com liberais democratas. Não estou a fim de delegar decisões a ninguém sem debatê-las. A ninguém. O sistema japonês de transmissão para tvs foi escolhido sem que eu saiba quais foram os itens do debate. Por quê esse e não aquele? O fim da picada é que parece que todos os políticos acham que nosso problema se resume a qual ditadura vai ser imposta. Eu estou perdendo a paciência com esse monte de reclamações dia sim, outro também.

Nara disse...

Ué, ainda não apareceram os adjetivos?

Serjão disse...

A impressão que dá é que a Venezuela é um país riquìssimo. Chavez é maos do que desonesto. Não é patriota. E sua vaidade suplanta todo isso. Quanto aos cículos bolivarianos são o ultimo sopro de Ideologia que as esquerdas arrumaram. O muro de Berlim caiu, as URSS se dissolveram e a mãe Rússia é capitalista, A china está mais preocupada com a economia do que com ideais políticos e as Experiências de esquerda hoje (Cuba, Coreia) são claramente negativas. Portanto Chavez é o novo que anima as esquerdas. Agora, me diz uma coisa, por que a grande maioria dos Professores universitário federais são de esquerda? Tenho um amigo cujo filho estuda em Colégio Federal que se queixa disso. Um abraço

Tambosi disse...

Serjão, lei o post abaixo, sobre o texto de Nozick...

Anônimo disse...

Tambosi:
O Reinaldo Azevedo está de volta.
Por favor dê destaque no blog a esta volta tão esperada pelos que ainda mantém um pouco de pensamento crítico neste país.

Tambosi disse...

Anônimo,

já está anunciado e linkado.

O MULTIFÁRIO disse...

Talvez eu tenha me expressado mal. O G8 pretende fazer um GOVERNO MUNDIAL, através da Onu (apesar da oposição do grupo Bush). Para isso necessita formar a UNIÃO AMERICANA, nos moldes da UNIÃO EUROPÉIA. O caminho para a União Americana é, na visão deles, G8, o Nafta. Entretanto Chavez, procurando arregimentar as forças contra o NAFTA, lançou a ÁREA DE LIVRE COMÉRCIO DAS AMÉRICAS.
-----
Nas eleições de julho o México provavelmente elegerá um regime hostil a Washington, ainda mais agora em que os mexicanos estão revoltados com o muro. Há o perigo de os Estados Unidos ficarem sem o petróleo mexicano. México e Venezuela suprem 40 % do petróleo consumido nos Estados Unidos. Chavez está ultimando negociações com a China para vender o petróleo que está atualmente indo para os Estados Unidos. A Bolívia ameaça cortar os suprimentos de gás natural aos Estados Unidos. A China reabriu uma abandonada refinaria russa em Cuba. A maioria do que for refinado irá para Freeport, nas Bahamas, onde a China, através de empresa comercial, construiu um aeroporto e um enorme porto.Empresas chinesas estariam planejando fazer perfurações ao longo da costa cubana, nas proximidades dos estreitos da Flórida, atingindo, através de perfurações inclinadas, as reservas americanas de 4.6 a 9.3 bilhões de barris.

Nara disse...

Multifário,

que panorama tétrico! Não que o atual seja ótimo...

Eny Seidel disse...

Multifario, duvido disso tudo que escreveu. Você acredita que USA não tem radares sobre Cuba? Que não sabem de tudo que se passa lá?Que farão algo com o nosso solo e ficará por isso mesmo?? Chavez é um bobo alegre, vai fazer festa até o dia que o maluco do Bush aceitar as firulas dele, igual ao louco do Saddan, quando ameaçar algo, você vai ver como ele ficará caladinho, vai acabar esse papo de araque dele. Esse LulaLLau é outro, quando foi eleito, esses bobos que o seguem acreditaram que ele continuaria anti-americano, hoje ele fica telefoanndo ao Bush falando o que faz, ele sabe onde o calo aperta.

Anônimo disse...

SADDAM DE VOLTA AO PODER NO IRAQUE
A propósito o acreditado porta-voz do governo New York Times de hoje, domingo, traz reportagem sobre a possível devolução da presidência do Iraque ao Saddam. Sintomaticamente esta história surgiu dias após o presidente Bush ter viajado incógnito ao Iraque, deixando jornalistas esperando em local onde haviam sido convocados para entrevista:

A verdade é que com a incapacidade de se suprirem com o petróleo iraquiano, um acordo com Saddam viria a calhar, e libertar os americanos da ameaça, hoje repetida, dos iranianos de cortarem a exportação de petróleo: http://today.reuters.com/news/newsarticle.aspx?type=topNews&storyid=2006-06-25T102938Z_01_OLI532786_RTRUKOC_0_US-NUCLEAR-IRAN-OIL.xml&src=rss&rpc=22

Os iranianos aguentariam o tranco, já que estão com as reservas abarrotadas de ouro (250 toneladas compradas só em novembro), vendendo petróleo para os chineses via terrestre, e quebrando o sistema financeiro internacional ocidental com sua bolsa de petróleo em euros

Multifário

Anônimo disse...

Eny Seidel, a indormação sobre o esquerdismo de Lula não procede. Veja o que está no blog de Reinaldo Azevedo, citado neste post, de hoje:

" Naqueles verdes anos, Lula detestava política e havia integrado uma chapa infiltrada pelo SNI para disputar o Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo. Não se pode afirmar com certeza que data dali a admiração que Golbery do Couto e Silva tinha por ele. A lambança histórica de Mercadante fica bem e tem mais método do que desinformação. Ao fazer a sua mistura, privatiza até a história da esquerda: seriam os petistas, hoje em dia (e, claro, o PC do B), os herdeiros legítimos da “resistência”. "

E tocante ao Chavez, sentado sobre a segunda maior reserva de petróleo do mundo, deve ser dito que reconhecidamente na Europa e Estados Unidos ele é a maior liderança da América Latina. Veja-se como ele é noticiado na imprensa britânica, onde ele tem uma refinaria vendendo a preço de custo combustível para aquecimento para os pobres, como tem na Alemanha também. E vende para os pobres dos Estados Unidos também a preço de custo. Fim de julho ele será recebido na Rússia, onde celebra contato com a Gazprom, tornando-se o segundo fornecedor mundial de gás. Celebrou acordos com a Argentina para venda de gás, e foi o arquiteto da desapropriação da Petrobrás, acertada em Cuba dois dias antes, que eu noticiei, mas a imprensa brasileira de nada sabia, nem o órgão de espionagem do Planalto suspeitava:

DO ACORDO CELEBRADO EM 29 DE ABRIL DE 2006 NA CIDADE DE HAVANA, ENTRE A BOLÍVIA, CUBA E VENEZUELA:


"Ações a serem desenvolvidas pela Venezuela em suas relações com Bolívia no quadro da ALBA e do TCP

PRIMEIRO: A Venezuela estimulará uma ampla cooperação no domínio energético e minério que incluirá: o fortalecimento institucional do Ministério de Hidrocarbonetos e Energia e do Ministério de Minas e Metalurgia da Bolívia, através da assistência técnico-jurídica; a ampliação do fornecimento de cru, produtos refinados, GLP e asfalto, incluídos no Acordo de Cooperação Energética de Caracas, até os volumes requeridos para satisfazer a demanda interna da Bolívia, estabelecendo mecanismos de compensação com produtos bolivianos para o total cancelamento da fatura por tais conceitos; assistência técnica a Jazidas Petrolíferas Fiscales Bolivianas (YPFB) e COMIBOL; desenvolvimento de projetos de adequação e ampliação de infra-estruturas e petroquímicos, siderúrgicos, químico-industriais, bem como outras formas de cooperação que as partes acordarem.

SEGUNDO: São eximidos de impostos sobre receitas a todo investimento estatal e de empresas mistas bolivianas na Venezuela durante o período de recuperação do investimento.

TERCEIRO: A Venezuela ratifica a oferta de 5 000 bolsas de estudo em diferentes domínios de interesse para o desenvolvimento produtivo e social da República de Bolívia.

QUARTO: A Venezuela criará um fundo especial de até 100 milhões de dólares para o financiamento de projetos produtivos e de infra-estruturas a eles vinculados, em favor da Bolívia.

QUINTO: A Venezuela doará trinta milhões de dólares para atender as necessidades de caráter social e produtivo do povo boliviano segundo o determinar o seu Governo.

SEXTO: A Venezuela doará asfalto e uma fábrica de mistura de asfalto que contribua à manutenção e construção de caminhos.

SÉTIMO: A Venezuela incrementará notavelmente as importações de produtos bolivianos, especialmente aqueles que contribuam a aumentar suas reservas estratégicas de alimentos."


MULTIFÁRIO