quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Dia 13 de março, manifestação nacional contra Dilma e o PT. No dia seguinte, Lula diante do juiz Moro.

Lula deporá como testemunha do amigão Bumlai, fraudador que abasteceu os cofres do partido totalitário. Pela primeira vez diante do juiz Moro, que mentiras dirá o tiranete - que merecia ser acompanhado pelo "japonês da Federal"?


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai depor na Operação Lava-Jato no dia 14 de março. Lula foi arrolado como testemunha de defesa pelo pecuarista José Carlos Bumlai, que admitiu ter fraudado um empréstimo de R$ 12 milhões feito no Banco Schahin para abastecer os cofres do PT.

É a primeira vez que Lula falará diretamente ao juiz Sérgio Moro, que conduz os processos da Lava-Jato. O ex-presidente não precisará ir a Curitiba. Moro autorizou seu depoimento por videoconferência.

Em depoimento à Polícia Federal, Bumlai isentou o ex-presidente de qualquer negócio relativo à Petrobras. O pecuarista afirmou que, apesar de se considerar amigo pessoal de Lula, nunca levou a ele questões comerciais.

Em dezembro, durante o interrogatório, os investigadores perguntaram se Bumlai estava "tentando proteger figuras públicas de responsabilidade no episódio (do empréstimo), tais como o ex-Presidente da República e outros dirigentes do Partido dos Trabalhadores, tais como seu presidente a época José Genuíno". O pecuarista respondeu que não estava "tentando proteger ninguém".

Na defesa prévia do pecuarista, os advogados afirmam que Bumlai tem aparecido nas manchetes sobre o esquema de corrupção na Petrobras como se fosse “a isca perfeita para fisgar o peixe”. Ou, “o molusco cefalópode”, como escreveu na peça de defesa o escritório do advogado Arnaldo Malheiros, fazendo uma referência ao ex-presidente Lula.

Além de Lula, o ex-presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli foi arrolado como testemunha de defesa do pecuarista. O depoimento de Gabrielli ainda não tem data definida. (O Globo).

Um comentário:

Anônimo disse...

O primeiro contato com o carrasco que vai puxar a alavanca da guilhotina.Mesmo por vídeo-conferencia, o mulusco vai tremer na base.Vai saber que com o Grande Moro a conversa é diferente.O juiz deixou que fosse assim para não espantar o ganso,mas não está fora de alcance,e toda a PTralhada sabe disso.Bumlai quer proteger a si e sua turma, o amigo que se dane,então já era.O iate do molusco está aproado para a papuda,logo vai atracar por lá.