sábado, 27 de fevereiro de 2016

O nome da crise é Dilma. A saída, diz Aécio, é a renúncia.

O senador Aécio Neves defende, enfim, a renúncia de Dilma, para que a economia tenha algum rumo. Mas é preciso mais que esse arranjo: o PT arruinou o país econômica, política e eticamente. Isto aqui é terra arrasada. Levaremos décadas para que o Brasil volte ao normal.  Tanto estrago é tarefa para duas gerações:


O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), defendeu, neste sábado, a renúncia da presidente Dilma Rousseff como saída para que a economia brasileira volte a crescer.

— Essa crise tem um nome, ela se chama presidente Dilma Rousseff. Enquanto ela estiver governando o Brasil nós não vamos retomar o processo de crescimento, de melhoria dos nossos indicadores sociais tão necessários para todos os brasileiros — afirmou o senador, ao participar de encontro do partido em Goiás.

Aécio também afirmou que o PSDB vai às ruas no dia 13 de março, quando são esperadas novas manifestações em defesa do impeachment de Dilma:

— Com a presidente Dilma na presidência da República não há caminhos para o Brasil. Por isso nós, na última semana, ao lado de todos os partidos de oposição, assumimos o nosso papel de estimular que as pessoas possam no próximo dia 13, e faço aqui também em Goiânia essa convocação, ir às ruas para dizer um basta definitivo a tudo o que vem acontecendo no Brasil. (O Globo).

Nenhum comentário: