quarta-feira, 16 de março de 2016

Bomba: telefone de Lula foi monitorado pela Lava-Jato.

Lula, com seu não-telefone.
Vera Magalhães, do Radar On-line:


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve seu telefone monitorado pela Lava-Jato. As interceptações começaram em 19 de fevereiro.

Ou melhor, o seu não, o de seu assessor que, segundo investigadores, era usado frequentemente pelo ex-presidente.

Nas interceptações os investigadores chegam à conclusão que Lula sabia ou desconfiava que estava sendo monitorado, tendo até mesmo suspeitas da busca e apreensão que aconteceria em seus endereços.

Entre os interceptados está o advogado de Lula Roberto Teixeira, que já não é mais só defensor e passa a ser também investigado pela operação devido ao sítio de Atibaia.

Nos grampos há ainda conversas com diversas autoridades que detêm foro privilegiado e conversas que indicam tentativas de influenciar o Ministério Público e a Justiça, como o STF e a ministra Rosa Weber.

Os investigadores dizem, no entanto, que tais investidas não tiveram êxito.

O monitoramento ainda revela que o novo ministro da Justiça, Eugênio Aragão, era tratado como “nosso amigo” no grampo. (Veja.com).

Nenhum comentário: