quinta-feira, 10 de março de 2016

Varejo tem a maior queda da história. É Dilma quebrando o Brasil.

A queda foi de 5,2 por cento em 12 meses, a maior desde 2001. E Dilma continua lá:


As vendas do comércio varejista caíram 1,5% em janeiro de 2016 ante dezembro de 2015 informou nesta quinta-feira, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Trata-se do pior resultado para o mês desde 2005. Na comparação com janeiro de 2015, as vendas do setor tiveram baixa de 10,3%. Em 12 meses, o resultado acumula retração de 5,2%, a mais intensa desde 2001, início da série histórica.

De dezembro para janeiro, seis das oito atividades pesquisadas tiveram resultados negativos. O principal destaque foi o setor de móveis e eletrodomésticos, com recuo de 4,3%. Em seguida, o de hipermercados e supermercados -- que tem o maior peso sobre o índice do varejo -- com queda de 0,9%.

Também caíram as vendas nos ramos de material de construção (-6,6%) e de veículos e motos (-0,4%). Estes dois segmentos fazem parte do que o IBGE chama de varejo ampliado, que teve uma retração de 1,6%.

Na passagem de dezembro de 2015 para janeiro de 2016, as vendas no varejo foram negativas em 17 as 27 unidades da Federação, com as maiores variações negativas observadas no Espírito Santo e Rio de Janeiro, ambos com taxa de -3,1%. (Veja.com).

Nenhum comentário: