quarta-feira, 13 de abril de 2016

Escândalo: Lula continua em hotel de luxo a serviço da corrupção.

Um manifestante foi ao hotel do tiranete em Brasília - pago por quem? - vestido de Pixuleco, o símbolo do podre lulismo. Como Lula é investigado, cadê as autoridades para coibirem essa afronta ao Estado de Direito? E cadê a imprensa, hein, canalhas ideológicos formados em cursinhos vagabundos de fim de semana? Isto aqui já virou uma Venezuela (em versão fajuta):


Em meio ao clima tranquilo do hotel luxuoso, às margens do Lago Paranoá, que o ex-presidente Lula tem usado como base para negociações contra o impeachment, um manifestante vestido de “Pixuleco” — boneco do petista usando roupas de presidiário símbolo das manifestações contra o governo — realizou um protesto na manhã desta quarta-feira.

A primeira reação de funcionários, hóspedes e demais pessoas que estavam no lobby do hotel foi rir. O “Pixuleco” acabou tietado, fez fotos e gestos irônicos, como esfregar os dedos numa referência a dinheiro. Um segurança pediu que o manifestante se retirasse porque, segundo ele, é proibido fazer protesto político nas dependências do hotel.

— Mas o Lula pode negociar ministério aí dentro — reclamou Vinícius Carvalho, na porta do hotel, após tirar a roupa.

Não houve confusão na saída do manifestante. O segurança pediu com educação para que Vinícius se retirasse, que atendeu à solicitação e deixou o hotel andando. No caminho, com a roupa de “Pixuleco”, ia chamando atenção de mais pessoas. Na porta do local, taxistas de um ponto começaram a gritar palavras de ordem contra Lula.

Ontem, a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal voltou atrás e informou que bonecos infláveis, antes proibidos, estão liberados para as manifestações na Esplanada dos Ministérios, desde que não sejam provocativos. O comunicado comete uma gafe ao se referir a Dilma Rousseff como "ex-presidente".

"Os representantes dos movimentos pró-impeachment, entretanto, afirmaram que abririam mão dos infláveis gigantes que representam o ex-presidente Lula e a ex-presidente Dilma com roupas de presidiários", diz a nota, ao detalhar a negociação feita com representantes das duas militâncias nesta terça-feira. (O Globo- confira o vídeo).

2 comentários:

Anônimo disse...

Como estas coisas asquerosas nos envergonham.


http://www.libertar.in/2016/04/alex-jones-chora-com-situacao-do-brasil.html

César de Castro Silva disse...

Tambosi, o cara não é ministro, está cometendo crimes entrincheirado em um hotel de Brasília, por que a Justiça não manda a PF invadir o local e prender o meliante e o material que ele usa para cometer os crimes??????????????