terça-feira, 17 de maio de 2016

A retrógrada de sempre: Dilma critica Itamaraty e defende a ralé bolivariana.

Dilma entre os seus, de punho erguido.
Mesmo afastada, Dilma continua defendendo as tiranias e afrontando as instituições com sua tosca ideia de "golpe". Merece processo criminal:


A presidente afastada Dilma Rousseff usou as redes sociais nesta segunda-feira para criticar a postura do Itamaraty, comandado agora pelo novo ministro das Relações Exteriores José Serra. Na última sexta-feira, Serra divulgou nota rebatendo o coro bolivariano de países alinhados aos governos petistas - como Venezuela, Cuba e Bolívia - que aderiram à retórica do "golpe". No comunicado, o Itamaraty defendeu a legitimidade do impeachment e condenou aqueles que propagam "falsidades sobre o processo político interno no Brasil".

A nota divulgada pela assessoria de Dilma nesta segunda chama o processo que afastou a petista de "golpe parlamentar" e defende a posição dos governos bolivarianos sobre o processo. "A reação de governos estrangeiros e de importantes setores da opinião pública mundial expressa a indignação internacional diante da farsa jurídica aqui montada."

Sobre a resposta do Itamaraty, a nota de Dilma afirma que a nova gestão das Relações Exteriores "não tem autoridade política ou moral para invocar o princípio da soberania". Repetindo um velho discurso das esquerdas, a nota diz ainda que o novo comando do Itamaraty é "tradicionalmente submisso às grandes potências" e pratica "ingerência nos assuntos internos de outros países da região". O comunicado terminar acusando a pasta de planejar acordos comerciais "lesivos ao interesse nacional".

El Salvador - Nesta segunda-feira, o Itamaraty reagiu às declarações do governo de El Salvador, que disse não reconhecer a legitimidade do presidente interino Michel Temer e suspendeu contratos oficiais com o Brasil. O Ministério das Relações Exteriores afirmou que a decisão de El Salvador revela "amplo e profundo desconhecimento sobre a Constituição e a legislação brasileiras".

"Causam especial estranheza tantos equívocos, uma vez que El Salvador mantém intensas relações econômicas com o Brasil e é o maior beneficiário de cooperação técnica brasileira em toda a América Central", diz a nota. O Itamaraty encerra a mensagem afirmando que espera que o governo do país reconsidere sua posição. (Veja.com).

6 comentários:

Anônimo disse...

Artur Nogueira diz:
Olha a vanguarda do atraso da AL. Todos "socialistas do séc. XXI. Estão milionários, enquanto o povão cada vez mais pobre e miserável.

Anônimo disse...

Cumé quié??? O Itamaraty não tem autoridade política ou moral para invocar o princípio da soberania? Quem tem então? O mad mag? O falcão falsão? O megalonanico? A oligofrênica? Essa gentalha é tragicômica. Papuda nelles!

Anônimo disse...

EXCELENTE Artur. Boa observação.

Encontrei esta nota de um maluco ...
http://www.ocafezinho.com/2016/03/21/cnbb-nao-vamos-apoiar-golpe-contra-governo-que-nasceu-dos-pobres/

Anônimo disse...

Se essa mulher continuar enchendo a sacola, que seja presa. Não basta estar vivendo às nossas custas, depois de todo o prejuízo que deu ao país?

Anônimo disse...

A chorona ainda não se conformou?Coitada!Tá na hora de cortar o salário dela,avião,helicóptero,empregados,moradia!Deviam oferecer a ela o bolsa família!!!Quanto a esses paisecos,eles ficam onde??Esses mortos de fome deveriam levar prá lá um punhado de PTistas!Não fazem falta em nada!País pobre sem eira nem beira não nos ajuda em nada!Pensa grande Brasil!!!!

Anônimo disse...

Dilma jamais exigiu a LIBERDADE dos presos políticos de Cuba e Venezuela. Acontece que sempre que pode, ela se faz de 'coitadinha' dizendo que sofreu prisão política. Cadê o apoio e a solidariedade para os que encontram-se encarcerados por exigirem DEMOCRACIA em seus países ditatoriais e sanguinários???! Dilma é uma comunista, e como tal deve ser enjaulada por tudo o que roubou do nosso BRASIL!