terça-feira, 3 de maio de 2016

Enfim, Lula lá, com a denúncia de Janot. Mas perguntar não ofende: por que no STF, se ele não tem o vergonhoso foro privilegiado?

Não há mais como tergiversar em relação ao tiranete Lula, chefão de todo o esquema podre montado no "projeto criminoso de poder" (salve, Villa). Esquisito é que o procurador Janot tenha enviado a denúncia para o STF - incluindo Lula no meio de outras:

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ofereceu denúncia ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Lava Jato. O petista foi incluído no inquérito que investiga o senador Delcídio Amaral (sem partido-MS) na tentativa de evitar a delação premiada do ex-diretor da Petrobrás Nestor Cerveró.

Janot apresentou um aditamento à denúncia já oferecida ao STF contra Delcídio, seu assessor, Diogo Ferreira, o banqueiro André Esteves e o ex-advogado de Cerveró, Edson Ribeiro por tentarem comprar o silêncio do ex-diretor da estatal.  No aditamento, o procurador-geral da República inclui, além de Lula, o pecuarista José Carlos Bumlai e seu filho, Maurício.
De acordo com Janot, os áudios captados pelo filho de Cerveró, Bernardo, deram “novos contornos” às investigações, e foi possível constatar que Lula, Bumlai e Maurício também atuaram na compra do silêncio de Cerveró “para proteger outros interesses, além daqueles inerentes a Delcídio e a André Esteves”.
O inquérito em questão tramita sob sigilo na Suprema Corte e, até esta terça-feira, 3, não se sabia da inclusão de Lula no processo. A denúncia original foi oferecida em dezembro do ano passado ao STF e apura a tentativa do grupo de embaraçar as investigações da Lava Jato. (Estadão).

Um comentário:

Anônimo disse...

Faço minha as suas palavras, porque
dar foro privilegiado a um vagabundo e chefe de facção criminosa como lula?
Com a palavra janot!