sábado, 14 de maio de 2016

Lula comandou trama contra a Lava-Jato

O tiranete Lula coordenou a ação para comprar o silêncio de uma testemunha que o incriminava. A PGR já não tem dúvida: ele obstruiu a investigação criminal da organização criminosa instalada no poder:


Em sua última aparição pública, na manhã de quinta-feira, Lula estava abatido. Cabelos desgrenhados, cabisbaixo, olhar vacilante, entristecido. Havia motivos mais que suficientes para justificar o comportamento distante. Afinal, Dilma Rousseff, a sucessora escolhida por ele para dar sequência ao projeto de poder petista, estava sendo apeada do cargo. O fracasso dela era o fracasso dele. Isso certamente fragilizou o ex-presidente, mas não só. Há dois anos, Lula vê sua biografia ser destruída capítulo a capítulo. Seu governo é considerado o mais corrupto da história. Seus amigos mais próximos estão presos. Seus antigos companheiros de sindicato cumprem pena no presídio. Seus filhos são investigados pela polícia. Dilma, sua invenção, perdeu o cargo. O PT, sua maior criação, corre o risco de deixar de existir. E para ele, Lula, o futuro, tudo indica, ainda reserva o pior dos pesadelos. O outrora presidente mais popular da história corre o risco real de também se tornar o primeiro presidente a ser preso por cometer um crime.

VEJA teve acesso a documentos que embasam uma denúncia oferecida pela Procuradoria-Geral da República contra o ex-presidente. São mensagens eletrônicas, extratos bancários e telefônicos que mostram, segundo os investigadores, a participação de Lula numa ousada trama para subornar uma testemunha e, com isso, tentar impedir o depoimento dela, que iria envolver a ele, a presidente Dilma e outros petistas no escândalo de corrupção na Petrobras. Se comprovada a acusação, o ex-presidente terá cometido crime de obstrução da Justiça, que prevê uma pena de até oito anos de prisão. Além disso, Lula é acusado de integrar uma organização criminosa. Há dois meses, para proteger o ex-presidente de um pedido de prisão que estava nas mãos do juiz Sergio Moro, responsável pela Operação Lava-Jato, a presidente Dilma nomeou Lula ministro de Estado, o que lhe garantiu foro privilegiado. Na semana passada, exonerado do governo, a proteção acabou.

Há várias investigações sobre o ex-­presidente. De tráfico de influência a lavagem de dinheiro. Em todas elas, apesar das sólidas evidências, os investigadores ainda estão em busca de provas. Como Al Capone, o mafioso que sucumbiu à Justiça por um deslize no imposto de renda, Lula pode ser apanhado por um crime menor. Após analisar quebras de sigilo bancário e telefônico e cruzar essas informações com dados de companhias aéreas, além de depoimentos de delatores da Lava-Jato, o procurador-geral Rodrigo Janot concluiu que Lula exerceu papel de mando numa quadrilha cujo objetivo principal era minar o avanço das investigações do petrolão. Diz o procurador-geral: "Ocupando papel central, determinando e dirigindo a atividade criminosa praticada por Delcídio do Amaral, André Santos Esteves, Edson de Siqueira Ribeiro, Diogo Ferreira Rodrigues, José Carlos Costa Marques Bumlai e Maurício de Barros Bumlai (...), Luiz Inácio Lula da Silva impediu e/ou embaraçou a investigação criminal que envolve organização criminosa". (Veja.com).

3 comentários:

O MESMO de SEMPRE disse...

.
É absurdo que alguns exercitem a "CRENÇA MOMENTANEA" na honestidade de jornalistas e veículos de comunicação como se fossem independentes. Assim, basta que uma revista, jornal ou jornalista dê uma noticia com qual se concorde para imediatamente CAIR-SE de JOELHOS e ELOGIA-LOS como se valessem algo.

Tal coisa ocorre com POLITICOS e ARTISTAS também. Por vezes soltam umas frases certas p/ FORJAREM-SE IDÔNEOS e INDEPENDENTES; mera ESTRATÉGIA p REIVINDICAR CREDIBILIDADE.

É bom nunca esquecer de Sacozi(Fr), DEMOSTENES, JOAQUIM BARBOSA e KÁTIA ABREU.
Bananeiros com alguns discursos contrários a suas ações que EMPOLGARAM INGÊNUOS e IMBECIS ANSIOSOS PRO CULTUAREM ÍDOLOS.

Com o ANACRONISMO das DICOTOMIAS POBRES x RICOS e a então superada EMPREGADOS x PATRÕES, que surgiu sincretizando o ANTAGONISMO criado pela ideologia predessessora e PROGENITORA do COITADISMO e do POBRISMO, elaborada para TORNAR A POPULAÇÃO MANSA, SUBMISSA, SERVIL e TRIUNFANTE da PRÓPRIA SERVIDÃO (ideologia que inventou o ORGULHO do AUTODESPREZO) ao valorizar moralmente tudo que era baixo, fraco e deficiente acirrando a vaidade interesseira dos inseguros portadores de BAIXA AUTOESTIMA.

O Socialismo surgiu como ideologia/religião de suporte ao PODER ESTATAL ante a separação da Igreja do Estado, união constestada no ILUMINISMO. Assim o SUPORTE IDEOLÓGICO do PODER foi buscado numa OUTRA IDEOLOGIA, Socialismo, em FRANCO SINCRETISMO com a ANTERIOR.

A ideia do POBRISMO e PIEGUISMO (POPULISMO) disseminda na DECADÊNCIA do IMPÉRIO ROMANO foi uma tacada inteligente. Pois quando Roma percebeu q não havia suficientes "inimigos externos" para serem saqueados, tendo que SAQUEAR A PRÓPRIA POPULAÇÂO, o governo aplicou a teoria de SUN TZU para semear a discórdia dentre a população, ACIRRANDO A INVEJA e VALORIZANDO o sem valor em nova moral (politicamente correto da antiguidade). MANIPULANDO as MASSAS ATRAVÉS da VAIDADE:

A maioria pobre e remediada foi ATIÇADA contra "OS RICOS GANÂNCIOSOS e AVARENTOS", então ESTIGMATIZADOS como "MORALMENTE INFERIORES", ao mesmo tempo a NOVA MORAL ASCÉTICA PRECONIZAVA O VALOR da POBREZA, da COVARDIA, da SUBMISSÃO, SUBSERVIÊNCIA, FEIURA e IMPOTÊNCIA e etc.(A MORAL do ESCRAVO percebida por ARISTÓTELES).

SIM, porque um governo TIRÂNICO e EXPLORADOR precisa de um POVO COVARDE, DIVIDIDO, BURRO e VAIDOSO, para assim conseguir se impor e ESCRAVIZA-LO/explora-lo.

Daí, nada melhor do que MANIPULAR este povo c/ apelos Á VAIDADE para JOGAR UNS CONTRA os OUTROS E DIVIDI-LO em "classes" ou GRUPOS ANTAGÔNICOS NUM INTERMINÁVEL CONFLITO de INTERESSES. TODOS SEMPRE SONHANDO em ter o ESTADO a seu lado. Começou-se com POBRES x RICOS e atualmente somou-se a esta putrefata politicagem:

Assalariados x Empregadores
Consumidores x Produtores
Jovens x Adultos
Negros x Brancos
Homo x Heteros
Mulher x Homem
Povo x Elite
Invalidos x Saudáveis
Fracos x Fortes
Recebedores x Pagadores
Burro intelectual x Inteligente Arrogante
e etc.

...visando a VAIDADE das MASSAS inseguras e com BAIXA AUTOESTIMA, assim a política inventou o VALOR do QUE NÃO VALE NADA ENSAIANDO A ODE ao INFERIOR como se MORALMENTE SUPERIOR.

Até nos esportes onde o valor é a excelência se passou ao PIEGUISMO de louvar deficientes como SÍMBOLO p/ competições esportivas: franco PARADOXO dos FILODOXOS MORALÓIDES publicitarios.

...SEMPRE INDUZINDO que UNS SÃO MORALMENTE SUPERIORES AOS ANTAGÔNICOS na mais fina ESTRATÉGIA de SUN TZU p/ dividir a sociedade pagadora de impostos em GRUPOS ANTAGÔNICOS a SE COMBATEREM SOB a COORDENAÇÃO do ESTADO ORGANIZADO e HIERARQUIZADO P/ IDEOLOGIA como SUPORTE JUSTIFICADOR.


A política do PÃO e CIRCO com doses de MASSIFICAÇÃO MORALÓIDE enfatizada pela EMOÇÃO e DESPREZO PELA RAZÃO, torna a sabedoria, o conhecimento, a beleza e a riqueza em defeitos a serem odiados pela massa MANIPULADA pela pregação de VALORES MORALÓIDES ENALTECENDO o FRACO, o FEIO, o DESONESTO, o BURRO, o POBRE e etc. como se fossem a nova ELITE ASCÉTICA.

Zappi disse...

Saudações Tambosi!

Aqui desde a Australia encontrei a mais lúcida e sucinta descrição do processo de impeachmente aqui. O autor é Mario Sabino.

Parabéns pela constância do seu trabalho e pelo Brasil ter se livrado da praga que é o PT.

Orlando Tambosi disse...

Salve, Zappi,

teremos que reconstruir o país.

Obrigado, abração.