quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Moro, da "república de Curitiba", e Renan, da república nordestina.



3 comentários:

Anônimo disse...

Até quando Alagoas vai martirizar o povo decente do Brasil ?

Anônimo disse...

Se o STF não estivesse aparelhado,este vigarista já estaria atras das grades.

Túlio Xavier

Anônimo disse...

Põe vigarista...