sábado, 20 de agosto de 2016

Paulinos a serviço do autoritarismo anticapitalista

É raríssimo constatar que alguma instituição ligada à Igreja Católica não arraste uma batina à esquerda. É o caso de uma faculdade mantida pelos paulinos, que convida para a discussão de "Comunicação e democracia" trazendo como palestrantes Marilena Chaui, a filósofa da corte petista, e chapas-brancas como Paulo Henrique Amorim e Luiz Nassif. Saquinho, por favor:


A FAPCOM – Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação irá promover o IX Simpósio de Comunicação com o subtítulo “Comunicação e Democracia” e escolheu a dedo os debatedores.

Paulo Henrique Amorim, Marilena Chauí, Renato Janine Ribeiro e Luiz Nassif, entre outros socialistas, debaterão temas como “Idolatria do Dinheiro”, “Estado de Exceção” e “Fragilidades da Democracia”.

Entretanto, duvidamos que discutam a idolatria do dinheiro comprovada pelos petistas e seus “parceiros de negócios” nos últimos 13 anos, o estado de exceção vivido na Venezuela (cujo governo tem recebido apoio constante da esquerda brasileira) e as fragilidades da democracia em Cuba e na Coreia do Norte (dois países “democráticos”, segundo esses mesmos esquerdistas).

Qualquer outra “abordagem” dos assuntos colocaria em dúvida a imparcialidade e a nobreza de intenções de seus organizadores. A FAPCOM é pertencente à Paulus, “instituição marcada pela ética, inclusão social e dirigida pelos Paulinos“, “empenhados na evangelização, tendo a Bíblia como principal publicação e na promoção humana, com os meios mais eficazes de comunicação”. Ou seja: é um braço importante da Igreja Católica em atuação no Brasil.

Diante de um evento tão enviesado, resta-nos rezar. (Ilisp).

2 comentários:

Anônimo disse...

Marilena,vc tem sangue mulçumano, é por isso que vc é uma psicopata.

Anônimo disse...

Não precisa ser Paulina. Marilena Chauí é capa no site da UFSC...