quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Puxão de orelha na escória bolivariana

O governo brasileiro convocou embaixadores na Bolívia, Venezuela e Equador, cujos governantes, pertencentes à máfia bolivariana, critica a deposição da tirana búlgara, Dilma Rousseff. É o mínimo. O bolivarianismo está cada vez mais isolado:


Em reação às críticas dos governos da Venezuela, da Bolívia e do Equador, o Itamaraty tiacaba de convocar para consultas os embaixadores brasileiros dos três países. O ministério soltará em instantes uma nota citando expressamente a convocação do embaixador em Caracas, em um tom mais duro do que o adotado com La Paz e Quito.

Leia a nota:

"O Governo brasileiro repudia os termos do comunicado emitido pelo Governo venezuelano hoje, dia 31 de agosto, sobre a conclusão do processo de impedimento da ex-Presidente da República. Revela profundo desconhecimento da Constituição e das leis do Brasil e nega frontalmente os princípios e objetivos da integração latino-americana.

À luz das circunstâncias, o Governo brasileiro decidiu chamar seu Embaixador em Caracas para consultas." (O Globo).

2 comentários:

Anônimo disse...

OLAVO DE CARVALHO TINHA RAZÃO.

Anônimo disse...

O que o Brasil deve fazer com toda a urgência é mandar de volta esses 'médicos' cubanos. Os infelizes e incompetentes são usados como mão de obra escrava apenas para enriquecer ainda mais os irmãos proxenetas Castro.