quinta-feira, 22 de setembro de 2016

A obtusidade ideológica da União Latina da Economia Política da Informação, da Comunicação e da Cultura.

O sexto encontro da tal de Ulepicc Brasil, a ser realizado em Brasília no mês de novembro, estabeleceu uma pauta pouco inteligível, embora se possa entender, já de cara, que se trata de mais uma horda acadêmica anticapitalista e antiliberal (típica das universidades brasileiras). É nítida a inspiração bolivariana, que caracteriza como golpe o afastamento de regimes autoritários de esquerda por via institucional. Coisa de "intelectual" petista:


"Mídia, poder e a (nova) agenda do capital".

Os recentes acontecimentos que levaram no Brasil, como na Venezuela, Equador, Honduras, Paraguai, à ruptura institucional tornaram explícitos os desafios e fragilidades da democracia liberal, em países com as características históricas e culturais dos latino-americanos. O jogo de cena parlamentar e suas reverberações nas redes e mídias expõem e ao mesmo tempo encobrem disputas econômicas, maiores ou menores, das quais são as manifestações exteriores e sobre as quais retroagem, na dialética maior da luta de classes, que envolve a luta por classificações, significações, simpatias e repúdios. Pensar essa nova forma – midiática – de golpe, apoiada nas instituições da democracia liberal, Congresso e Justiça, torna-se um imperativo. Ademais, neste contexto, uma questão se coloca: como se reordenarão as pautas nos campos da comunicação e da cultura a partir de agora em nosso país".

Quem quiser saber mais dos ridículo temário do encontro pode acessar o site da Ulepicc aqui.https://ulepiccbrasilia.com/callforpapers/. Ah, sim, a abertura será fita por Franklin "Goebbels" Martins, o ex-ministro da Comunicação de Lula.

3 comentários:

Anônimo disse...

Artur Nogueira diz:
Esse pessoal não desiste mesmo hein? . A mesma cantilena , o mesmo velho discurso ideologicamente atrasado.
Deveria chamar " A mídia, sem saída, vai perder a boquinha"......
Vão pros infernos....

Anônimo disse...

Provavelmente vão falar de como Austrália atinge 25 anos de crescimento ininterrupto e o que devem fazer para interromper tamanha afronta ao sistema econômico.

http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/06/1787301-australia-atinge-marca-de-25-anos-de-crescimento-sem-recessao.shtml

https://www.institutoliberal.org.br/blog/sobre-os-25-anos-de-crescimento-australiano/

Anônimo disse...

Só uma palavra- hipócritas.


Toloco.