segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Do pré-sal ao submarino nuclear: a traficância de Palocci.

O ex-ministro de Dilma e Lula Antônio Palocci, o "italiano", atuou em favor dos interesses da Odebrecht, cujo dirigente, Marcelo, está preso há mais de um ano em Curitiba. Palocci sempre foi um homem forte do lulopetismo. Segue nota do Antagonista:


A Lava Jato descobriu, a partir da análise detalhada de e-mails e anotações registradas em celulares apreendidos, que Antônio Palocci – "contando com importante e constante auxílio de seu assessor Branislav Kontic" - atuou em favor dos interesses do Grupo Odebrecht, entre 2006 e o final de 2013.

Palocci traficou influência para a tomada de decisão do governo federal em diversos temas.

a) a obtenção de contratos com a Petrobras relativamente a sondas do pré-sal;

b) a medida provisória destinada a conceder benefícios tributários ao grupo econômico Odebrecht (MP 460/2009)

c) negócios envolvendo programa de desenvolvimento de submarino nuclear - PROSUB;

d) financiamento do BNDES para obras a serem realizadas em Angola.

Diz o MPF que "a atuação de Palocci se deu inclusive no período em que exerceu relevantes funções públicas, envolvendo constante interlocução e diversos encontros".

2 comentários:

shamijacobus disse...

QUO VADIS
Deixamos o pré-sal para trás faz um bom tempo.
Estamos na era PRÉ-HISTÓRICA,MESOZÓICA ou similar.
Pior,não paramos de regredir no tempo.

eu não guento

Anônimo disse...

Alguém pode me ajudar a reformar o banheiro?
E pouca coisa, uns 2500 Reais.