domingo, 2 de outubro de 2016

Colombianos rejeitam acordo com os narcotraficantes das Farc

Os colombianos deram uma boa paulada no governo Santos e nos narcotraficantes, assassinos e sequestradores das Farc (aliados do lulopetismo no Foro de São Paulo), que tramavam um acordo para supostamente levar os celerados à vida democrática:


Com 99,08% das urnas apuradas, colombianos rejeitam acordo de paz entre governo de Juan Manuel Santos e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). População foi às urnas neste domingo, 2, para votar se era a favor ou contra o tratado que colocaria fim a 52 anos de conflito no país.

Segundo dados oficiais, 6.400.516 pessoas optaram pelo "não", o equivalente a 50,24% dos votos, enquanto 6.338.473 votaram no "sim", o que corresponde a 49,75%.

A votação do plebiscito em Bogotá começou com baixa participação em razão do frio e da chuva. As urnas foram abertas às 8 horas e o presidente Santos foi um dos primeiros a votar na mesa 1 do centro de votação do Congresso Nacional, na Praça Símon Bolívar.

Mais tarde, no mesmo local votou o senador opositor e ex-presidente Álvaro Uribe, partidário e principal líder do 'não' ao processo de paz. "Agradecemos às pessoas que estudaram os acordos, que querem a paz, mas dizem não aos textos de Havana". Uribe aguardou o resultado do plebiscito em Medellín. (Estadão).

Nenhum comentário: