quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Pobre UFSC, tão próxima do lulopetismo.

Universidade que conta com um conselho desses merece atribuir ao tiranete Lula o título de "doutor honoris causa" (melhor, "horroris" causa). Meus pêsames os conselheiros, que são contra a PEC 241 (teto de gastos) e o Projeto Escola sem Partido. Ainda bem que já saí de lá faz tempo. Haja ideologia:


O Conselho Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) aprovou, em sessão ordinária nesta terça-feira, dia 25, manifestações contrárias ao Projeto de Emenda Constitucional nº 241 – Ajuste Fiscal; ao Projeto de Lei nº 867/2015 – Escola sem Partido; à Medida Provisória nº 746/2016 – Reforma do Ensino Médio e à Proposta de Emenda Constitucional nº 65 – Licenciamento Ambiental.

Os documentos de referência debatidos pelo CUn foram uma moção de autoria do Conselho de Unidade do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH); a manifestação do Conselho Pleno da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes); e a manifestação do Conselho Nacional de Secretários da Educação (Consed) – todas referentes à PEC 241 e MP 746/2016; moção contra o Projeto Escola sem Partido, do Centro de Ciências da Educação (CED);e a nota pública de autoria do Centro de Ciências Biológicas (CCB), contra a PEC 65, que modifica regras de licenciamento ambiental.

2 comentários:

Anônimo disse...

Artur Nogueira diz:

É tudo nosso! dirão os bravos defensores da Universidade pública.
Nós somos os revolucionários " Ninguém mexe com a gente" Vamos defender nosso maior patrimônio - nossas benesses, nossa "boquinha", nossos privilégios, nosso atraso cultural.
E assim, legitimado pelo lulopetismo, legitimado pelas políticas equivocadas do nosso querido MEC, essa corja vai defendendo o indefensável, defendendo essa ideologia nefasta.
Bem, esse delírio ideológico faz parte do jogo da esquerdalha cafajeste.
Mas cá entre nós: naquela universidade, o pensamento de esquerda, é unanimidade entre os doutos professores??? Não existe idéias discordantes?
E dá-lhe doutrinação. Disseminar conhecimento, sem o viés marxista-gramscista é quase impossível. Enquanto tiver recursos garantidos, essa corja continuará com esse engodo e assim permanecerá mamando nas tetas do erário( ou seja , nas nossas)

Orlando Tambosi disse...

Artur, tem gente boa lá, sim.

Mas nas ciências ditas humanas, o terreno está minado pelo vetusto marxismo.