sábado, 15 de outubro de 2016

Sponholz e o horário de verão

Salve, Spon: estamos juntos na aversão a esse embuste.

9 comentários:

Leonardo Melanino disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Leonardo Melanino disse...

O Pai Brasileiro do Horário de Verão foi Getúlio Vargas, que o instituiu na 0h de 1 de outubro de 1931, uma quinta-feira. Seu Pai Mundial foi Benjamin Franklin. Atualmente, o HBV ocorre apenas no Centro-Oeste, no Sudeste e no Sul, iniciando anualmente numa 0h dum terceiro domingo de outubro e terminando numa 0h dum terceiro domingo de fevereiro dum seguinte. Uma ressalva ocorre quando o seu término coincide com um Domingo de Carnaval, fazendo que ele termine num domingo seguinte, um quarto domingo de fevereiro, para evitar as atrapalhações nos horários dos desfiles das escolas de samba. Sobre o HBV, ele encontra-se escrito no Decreto Número 6.558 de 8 de Setembro de 2008, instituído pelo ex-Presidente da República Luís Inácio Lula da Silva e pelo ex-Ministro de Minas e Energia Edison Lobão.

Marco disse...

O Estado decide até a hora em que o Sol nasce. Lamentável.

Anônimo disse...

Quando é que vai surgor alguém suficientemente macho para pôr fim a essa farsa monumental, prejudicial à saúde de todos, que é o horário de verão?

Anônimo disse...

Quando é que vai surgir alguém suficientemente macho para pôr fim a essa farsa monumental, prejudicial à saúde de todos, que é o horário de verão?

Anônimo disse...

No governo militar não havia horário de verão pois eles construíam hidroelétricas. Somente por isso.

Leonardo Melanino disse...

O HBV completou na 0h do dia 1 deste presente mês 85 anos de existência. Ele ininterruptamente completará neste Dia de Finados deste presente ano 31 anos de existência.

Anônimo disse...

Ao custo de muito incômodo, dias para o organismo se adaptar e os riscos inerentes de se começar o dia no escuro o horario de verão gera uma economia de uns 400 milhões ao operador do sistema elétrico nacional. Ou seja, o governo atrapalha a vida de todo mundo que acorda cedo para arrancar fabulosos R$2 por cabeça nessa terra de espertos.

Anônimo disse...

O horário brasileiro de verão é uma farsa instituída pelo estado e faz parte do pão e circo para o povo. Nunca foi devidamente provada a tal economia e é muito fácil dizer que nesta temporada de verão se economizará 167 milhões de reais, pura balela. O ponto é: qual é a soma dos prejuízos para as crianças e idosos? Quantos bilhões de reais custam a corrupção sistêmica instalada nos governos deste país? Quer saber de uma coisa, vão a PQP com o horário de verão. Chega de farsa!

Índio/SP