segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Tragédia grega em ritmo socialista

A Grécia é, de fato, um caso perdido. O premier Tsipras é uma espécie de Marcelo Freixo de lá. Aliás, tem cara de Psol:

Segundo o GreekAnalyst, que disponibilizou e traduziu a notícia das alterações a serem preparadas, uma empresa recém-constituída na Grécia e que aufira um lucro de 100 mil Euros terá de pagar:

— 36 mil Euros de imposto sobre os rendimentos
— 36 mil Euros de pagamento especial por conta, valor mínimo para projectar lucro futuro
— Mil Euros de taxa sobre actividade económica
— 10 mil Euros de imposto de solidariedade
— 27 mil euros de contribuições para a segurança social

Total: 110 mil Euros.

A situação da Grécia há muito que deixou de ser cómica, é apenas trágica. (O Insurgente).

Nenhum comentário: