quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Beleza é fundamental, feminazis!

Bourdinburke dá uma boa tamancada nas feministas lesbianóides - politicamente corretas, feiosas e fascistoides. Minhas saudações a Melany Trump e Marcela Temer:


Era previsível que Rodrigo Constantino ouviria algumas vaias por seu artigo¹ em que homenageia a beleza da nova primeira-dama americana e, aproveitando o ensejo, critica as feminazi e sua apologia à fealdade, os homens cada vez menos propensos a portarem-se como tais, e a patrulha ideológica que banalizou o conceito de estupro e busca incessantemente ofuscar a venustidade de pessoas como Melania Trump. Alegam esses paladinos da isonomia laudatória (“elogios iguais para todos”, bradam eem praça pública ou no Twitter) que o padrão de beleza seria determinado pelo patriarcado e pela indústria da moda, os quais supostamente impõe arquétipos e decidem quem é bonito ou feio – provocando, inclusive, casos de depressão. (Segue).

O preconceito da repórter do Estadão está aqui .

5 comentários:

Anônimo disse...

Saudades de Vinicius de Moraes.

Toloco

Anônimo disse...

Primeira-dama foi a baranga, ociosa, analfabeta, gastona, chifruda e retardada: Galega da Silva.

Anônimo disse...

Primeira-dama foi a baranga, ociosa, analfabeta, gastona, chifruda e retardada: Galega da Silva.

Ana Medeiros disse...

O charme é fundamental, a beleza sem o charme é apenas um acessório fora de moda!

Catellius disse...

Saudações, Tambosi!

Beleza é essencial? Os feios dizem que não. Muitos bonitos afirmam o mesmo, para não serem acusados de arrogantes e de não terem beleza interior, aquela que, por ser subjetiva, todos podem dizer que têm.

Muitos feios, como a raposa em relação às uvas na fábula de Esopo, passam a desprezar a beleza, a repetir que eles se dedicam ao espírito para compensarem a falta de atributos físicos, e por isso são mais interessantes. Estas pessoas apreciam belos quadros, bela música, belezas naturais, aves coloridas, mas acham que a beleza humana é apenas convenção, uma ditadura estética europeia e, enfim, não é fundamental como queria Vinícius. Isto, claro, até uma bela sueca ou uma bela espanhola parecerem acessíveis, ou um Brad Pitt, no caso das mulheres. Aí beleza volta a ser importante, imprescindível até, afinal é um fator importante nas leis da atração e, portanto, foi crucial na forja do ser humano ao longo de centenas de milhares de anos. rsrs

No caso do corpo, ou se é jovem ou se tem boa genética ou força de vontade para ir à academia; ou dois ou três destes fatores combinados. Ser gordo é bem mais fácil. Por que condição tão acessível seria considerada a mais desejada? Talvez na época em que apenas ricos ociosos conseguiam ser gordos...