terça-feira, 8 de novembro de 2016

Dilma aqui, Hillary lá.

"Já vimos esse filme em 2014 - e não tem graça alguma, América", critica Ricardo Bordin em seu blog Por um Brasil sem Populismo, estabelecendo algumas comparações entre a candidata de então, Dilma Rousseff, e a candidata de hoje, Hillary Clinton - ambas esquerdistas. Segue um trecho, com link para o texto completo:


...Possível vitória apertada de uma mulher de esquerda inspirada em revolucionários: a dona Wanda, em sua juventude, lutava pela implantação de uma ditadura do proletariado no Brasil, influenciada pelo incendiário livro “A Revolução da Revolução”, do marxista francês Régis Debray, que difundia o “foquismo” – a teoria da guerrilha de pequenos grupos, os focos, para expropriar e violentar a burguesia. Participou, dentre outras peripécias, de três assaltos a bancos. Hillary Clinton, a seu turno, teve como guru ideológico o satanista Saul Alinsky, de cujo entendimento destoava apenas por acreditar que poderia mudar o sistema por dentro (quase como uma discussão entre Bolcheviques e Mencheviques). Ambas, em sua campanhas eleitorais, rejeitaram seu passado subversivo, preferindo posar de paladinas da democracia. No caso Brazuca, a realidade se impôs, eventualmente, sobre Dilma, mas sua companheira “estadunidense” ainda conta com a distorção dos fatos em seu favor, e faz uso da cartada sexista sem nenhuma reserva. “Está na hora de uma mulher governar este país”, diziam por aqui; e agora repetem por lá... (Íntegra).

2 comentários:

Paulo Robson Ferreira disse...

Comparar Dilma com Hillary é piada sob todos os aspectos. É manipulação que menospreza o leitor. Bill Clinton foi um bom presidente e Hillary tem pelo menos essa garantia. Agora, não ver que o Trump é um mistificador do mesmo teor que um tal de Lula, isso me parece cegueira. O público gosta de personalidades fortes, como se isso fosse garantia de um bom governante. Não é, é apenas um forte indicador que se trata de um indivíduo que coloca seus projetos pessoais acima dos objetivos nacionais.

Anônimo disse...

Hillary é pior que Dilma. Hillary quer começar uma guerra contra a Russia ou seja a 3° guerra mundial. Os assassinatos na embaixada de Benghazi são obra de Hillary. O Estado Islâmico foi criação de Obama e Hillary com financiamento de sauditas como denunciou o Wikileaks, os mesmos sauditas que despejaram milhões na fundação Clinton. Dilma é uma coitada perto de Hillary.