quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

A importância da política e dos políticos

Luiz Felipe D'avila alerta, em artigo publicado no Estadão, para o radicalismo antipolítico e alguns grupos - o que só facilitaria o retorno do nefasto populismo. Devagar com o andor, pois a democracia é frágil. Segue um trecho:


(...) Fomentar o descontentamento e o radicalismo contra a política e políticos é uma maneira perigosa que contribui para a volta do populismo, que nos deixou como herança a pior recessão econômica do País, a mais grave crise política do século 21 e o maior número de desempregados da história. O maior risco para o Brasil em 2018 não é o governo ou o Congresso; são os eleitores. A desilusão com a política e com os políticos pode levá-los a votar na nossa fauna de populistas tanto à direita quanto à esquerda do espectro político ideológico, o que levará o País novamente ao caos econômico, político e social. Numa democracia, governo ruim é resultado de más escolhas dos eleitores.

A liberdade, a democracia e a soberania das leis só existem no âmbito do Estado e do exercício da política. Fora da política, restam-nos apenas a tirania e o populismo, duas forças destruidoras da política, da democracia e das instituições, como bem ilustram a Coreia do Norte, a Síria e a Venezuela. (Estadão).

3 comentários:

Anônimo disse...

Democracia é a obediência das leis e não é isso que estamos observando. Agora, Sr. Luiz, explique como fazer uma boa escolha com um sistema falido e obsoleto. Fico no aguardo de uma resposta e não serve resposta politicamente correta, ok?

Índio/SP

Anônimo disse...

Artur Nogueira diz:
Claro que existem exceções, ainda bem. Mas a banda podre da política virou regra. A estrutura político-partidária há tempos está podre e os partidos/políticos nunca visaram o bem comum e sim a conquista do poder. Isso tudo com o beneplácito do nosso povo varonil. Como convencer, como motivar os novos atores políticos, pretensamente probos e competentes- conservadores e liberais por ex. , a atuarem neste cenário político????

Anônimo disse...

O sistema político brasileiro não funciona. O sistema partidário está viciado. Os piores elementos da sociedade são atraídos para a política, pessoas sem perspectiva ou fracassadas em suas carreiras se tornam políticos profissionais. Todos os candidatos a qualquer cargo dizem as mesmas coisas e repetem os mesmos discursos.
Quanto a democracia: funcionou por um tempo em alguns lugares do mundo, mas no Brasil nunca existiu. Democracia aqui se resume em poder votar, ou melhor, em ser obrigado a votar. No Brasil sempre existiu uma casta que controla a vida pública nacional e é inatingível em todos os sentidos: as tais "autoridades" que são Políticos, membros do judiciário, delegados e militares de alta patente. Basta observar a relação promíscua entre eles e com os grandes empresários. Estou cansado destes textos cheios de palavras chaves e expressões prontas como "populismo a esquerda e direita", "democracia liberdade, a democracia e a soberania das leis" e etc. que não significam absolutamente na realidade brasileira. Gostaria de saber se o Luiz Felipe D'avila apresenta uma solução viável política para a próxima eleição.