sábado, 10 de dezembro de 2016

Anacronismo: professores universitários, ops, ideólogos petistas, ainda estão no "Fora Temer"!



A tigrada gravou vídeo lançado no último dia 04 de dezembro com a velha e confusa cantilena esquerdista de "golpe" (golpe baseado na Constituição?!!!!). Cito os nomes de alguns desses intelectuais, alinhados mais à ideologia que ao conhecimento. Como sempre, é a universidade envergonhando a democracia e o Estado de Direito.

Amélia Cohn
Ana Lúcia Pastore Schritzmeyer
André Singer
Clarice Cohn
Eleonora Menicucci
Erminia Maricato
Francisco de Oliveira
Gabriel Cohn
Gilberto Maringoni
Heloisa Buarque de Almeida
Jaime Oliva
Jean Tible
João Adolfo Hansen
João Vergílio Cuter
Kabengele Munanga
Kenarik Boujikian
Laura de Mello e Souza
Leon Kossovitch
Luiz Alberto Moniz Bandeira
Marco S. Mello
Marcia Tiburi
Maria Arminda do Nascimento Arruda
Maria Rita Kehl
Michael Löwy
Newton Bignotto
Olgária Matos
Pablo Ortellado
Paul Singer
Paulo Arantes
Paulo Sérgio Pinheiro
Pedro Estevam Serrano
Raquel Rolnik
Roberto Schwarz
Ruy Fausto
Sérgio Cardoso
Sérgio Rezende
Vladimir Pinheiro Safatle
Walnice Nogueira Galvão
Valéria Villela

4 comentários:

Anônimo disse...

VEJAM A QUE PONTO CHEGAMOS, O PT TEM QUE SER PROSCRITO!

Atenção! Acadêmicos de esquerda enviaram um abaixo-assinado em alemão para o professor Markus Pohlmann, da Heidelberg, atacando o juiz (vejam na sequência). Só eles? Não! Também José Eugênio de Aragão, último ministro da Justiça de Dilma, subprocurador-geral da República e professor de Direito Internacional Público na Universidade de Brasília, resolveu difamar Moro. Enviou uma mensagem espantosa ao professor Pohlmann. Ele se orgulhou tanto de seu feito que espalhou o texto, no original, em alemão, e uma tradução de própria lavra. Chama Moro de “criminoso”, “gatuno” e “causador de zorra”.

A tradução
Muito honrado Professor Pohlmann, gratíssimo por sua resposta rápida. Na condição de ex-ministro da Justiça da Presidenta Dilma Vana Rousseff, desejo, entretanto, acrescentar um aspecto importante, que aparentemente não foi devidamente compreendido. Aqui não estamos falando de política. Se nossa crítica se relacionasse a nossas eventuais convicções políticas, entenderia bem que a academia não devesse lhe dar maior atenção. Mas nós estamos falando de ética da ciência. O Sr. Moro é um criminoso, também sob a perspectiva alemã. Ele se tornou punível quando violou sigilo funcional, para não falar em prevaricação. Não consigo imaginar que o Sr. convidasse como conferencista um gatuno, para que expusesse a seu honrado público, friamente, sob a perspectiva científica, seu procedimento de gatunagem. É disso que se trata. Peço-lhe sua compreensão, mas, numa época em que no nosso país a norma jurídica não vale nada, precisamos que nações culturais como a Alemanha não contribuam para premiar e honrar um causador dessa zorra, ao invés de repudiá-lo. Com saudações amistosas, Dr. iur. Eugenio de Aragao, LL.M. Subprocurador-Geral da República, Professor de Direito Internacional Público na Universidade de Brasília e ex-ministro da Justiça.

Paulo Robson Ferreira disse...

No meu entender trata-se muito mais de uma seleção de idiotas do que de intelectuais. Demonstram claramente a total falta de inteligência do grupo quando desfilam apenas argumentos qualitativos adaptados ao gosto da subjetividade de cada um. Talvez valesse a pena lembrar a esses intelectuais arquetipados, que a Petrobrás que era uma das dez maiores empresas do planeta, hoje não está na lista nem das quatrocentas maiores. Vale ainda lembrar que hoje são doze milhões de desempregados, o ensino básico despencou, a renda per capita foi reduzida, o endividamento do estado brasileiro aumentou perigosamente, a inflação é a maior dos últimos quinze anos, os hospitais estão sucateados e vem os idiotas das teorias a falar em golpe! Demonstra elevado grau de incapacidade intelectual examinar um problema por um único viés, desprezando o essencial em favor do acidental. Sei lá se se trata de fato de um golpe, o fato que se tratou indiscutivelmente de de um péssimo governo que, se algum benefício trouxe a alguém em qualquer tempo, as urnas das recentes eleições municipais mostraram claramente que esses pseudos benefícios já foram completamente destruídos pelos efeitos negativos que o mesmo governo produziu.
Não há nenhuma dúvida, trata-se de uma seleção de idiotas buscando espaço para falar bobagens.

Anônimo disse...

Every single time. É muito "curioso" a quantidade de sobrenomes repetidos na lista.

Anônimo disse...

Artur Nogueira diz:
Vídeo de dar nojo. Embusteiros. Arrogantes. Ultrapassados e equivocados. Vanguarda do atraso.Contraditórios.
Velha esquerda carcomida, travestida de moderna, querendo manter a miséria viva para se manter no poder e para legitimar suas teorias
Embora faltem alguns monstros sagrados da fina flor da intelectualidade acadêmica, o que temos ?? Os dinossauros da esquerda carcomida continuam aí, mas agora em polvorosa, com receio de que, com as mudanças e rigor do orçamento destinado às políticas públicas, venham a perder benesses e privilégios que até hoje gozaram. Afinal, são esses os intelectuais orgânicos ou oportunistas e manipuladores de fatos e idéias.????
Como diria MILOSZ(Mente Cativa): "eles fazem parte do universo de sombras ambulantes".
Lutar pela ética, pela lei e ordem, nem pensar.
O importante é a defesa da "causa", não importa os meios para se chegar lá.