segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Delação dos criminosos da Odebrecht chega ao STF. Ficam na gaveta de Teori até fevereiro.

Documentos de 77 ex-executivos da empreiteira serão analisados só em 2017. O processo envolve mais de uma centena de depoimentos:


Os documentos dos acordos de delação premiada de 77 executivos e ex-executivos da Odebrecht foram entregues pela Procuradoria-Geral da República (PGR) ao Supremo Tribunal Federal (STF) na manhã desta segunda-feira, 19. Os relatos, por escrito ou em vídeo, recolhidos na semana passada, foram armazenados na sala-cofre do STF e estão à disposição do ministro Teori Zavascki, relator dos processos envolvendo a Lava Jato na Corte. Cabe a ele homologar ou rejeitar cada um dos acordos de delação.

A entrega dos documentos aconteceu pouco após as 9h desta segunda-feira, quando recém-havia iniciado a última sessão plenária do ano no Supremo Tribunal Federal. Coube a um servidor da PGR levar os documentos, que foram recebidos por uma servidora. A papelada veio em um carro e entrou pelo estacionamento, passando por todo o tapete vermelho que leva até o elevador do prédio principal do STF. Em seguida, os documentos foram alojados no terceiro andar da casa, na sala-cofre do Supremo. Apenas Teori Zavascki e equipe terão acesso a eles.

Apesar de serem 77 acordos de colaboração, houve centenas de depoimentos. Um volume impossível de se analisar neste que é o último dia de trabalho do Supremo Tribunal Federal em 2016. O recesso começa amanhã. Entretanto, a equipe de assessores e juízes auxiliares de Teori Zavascki pode se debruçar sobre as análises durante o recesso, adiantando o processo de avaliação sobre se as delações cumprem os requisitos para serem declaradas válidas. O objetivo de Teori Zavascki é decidir pela homologação ou não das delações na volta aos trabalhos, em fevereiro. (estado).

Um comentário:

O MESMO de SEMPRE disse...


É curioso como na tal DEMOCRACIA são ALGUNS DITADORES que controlam TUDO:

- Politicos e autoridades SÓ PODEM SER INVESTIGADAS com APROVAÇÃO do DITADOR da PGR.
Um só homem com o PODER de indiciar, denunciar e investigar autoridades e politicos. ...que LINDO, ISSO! ... ...Se o DITADOR da PGR fizer uma denuncia MAL FEITA ou NÃO indiciar em todos os crimes cometidos, simplesmente os bandidos PRIVILEGIADOS ficam soltos ou com PENAS FICTÍCIAS e rápidas.

- Somente um colegiado DITATORIAL pode analisar e condenar BANDIDOS com FORO PRIVILEGIADO.
Assim, a quadrilha de ditadores pode "interpretar" as leis e "se convencer" de que não houve crime ou, no máximo, aplicar PENAS SIMBÓLICAS.

A tal de DEMOCRACIA é MESMO o mais perfeito EMBUSTE para enrolar IMBECIS!!!

...e quem é que INDICA o DITADOR da PGR e os DITADORES do STF??? ..quem???

Ora, os eleitos democraticamente ESCOLHEM os ditadores mais corruptos e AMIGOS para que APENAS ESTE possam incrimina-los, permitir investiga-los e julga-los, se for o caso de não ficarem satisfeitos com o ditador da PGR, ÚNICO que pode denuncia-los e orientar em QUAIS crimes poderão ser "julgados" no Kamara stf.

A tal de democracia é mesmo lidjaaaaaa!!!! ...Perfeita para os imbecis que, estupidamente, confundem democracia com liberdade e SÓ QUEREM democracia e NÃO Liberdade!!!