domingo, 4 de dezembro de 2016

Lula e Dilma: eterna vergonha para o Brasil.


Dilma e Lula, nas exéquias do tirano assassino Fidel Castro, erguendo bandeirinhas de Cuba ao lado do tirano sucessor, Raúl Castro, e do ditador Nicolás Maduro, da Venezuela. Uma fila fúnebre de destruidores de países, símbolos do anacronismo ideológico que envergonha a América Latina. (Foto publicada no Corta-fitas, blog de Vasco M. Rosa).

5 comentários:

Anônimo disse...

Quem será o próximo que vai sentar no colo do capeta?! Façam suas apostas. Aqui em casa, apesar da idade avançada do assassino Raúl, a maioria acredita que será Lula da Silva. Sua figura repulsiva e nauseabunda, sua voz rouca, fraca e tenebrosa, suas orelhas de suíno e uma cara horrenda de um alcoólatra irrecuperável fazem dele o primeiro da lista. Outra coisa de se estranhar, foi a porca imunda e bandida não ter ido ao funeral com seu tradicional paletó vermelho.

Anônimo disse...

Artur Nogueira diz:

Visão do inferno. Os verdadeiros representantes da vanguarda do atraso.Tudo em nome da "causa". Quanta imbecilidade, burrice e estupidez juntos.

Anônimo disse...

Estes canalhas são bem cuidados e longevos.Mesmo com 90 anos,é possivel que o carniceiro de Havana tenha morrido de morte matada,porque fracassou o Foro de São Paulo.Seguindo essa idéia,o próximo é o pudim de cana,também conhecido como "ganso" e "nine".Se for,vai tarde.

Paulo Robson Ferreira disse...

Essa fotografia dos dois oligofrênicos saudando com bandeirolas o defunto de Fidel, sem dúvida é o mais ridículo troféu que uma nação humilhada exibe nesse ano surreal de 2016.

Unknown disse...

Esse ser execrável, vagabundo e imundo tem que morrer logo, ele nos deve isso.