quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Marcos Valério do mensalão levou 40 anos de prisão. Marcelo Odebrecht do petrolão merece 50.

Segundo Sônia Racy, do Estadão, os executivos da Odebrecht estão dececpcionados com o cínico Marcelo, que não assumiu ser o verdadeiro chefão do maior escândalo da história brasileira. Longa pena para esse patife:


Boa parte dos executivos da Odebrecht que fizeram delação premiada está inconformada com a atitude de Marcelo Odebrecht. Esperavam que o ex-presidente executivo do Grupo assumisse que era realmente o chefão da contabilidade paralela.

E que comandava o esquema com mão de ferro.

Odebrecht 2

Se ele tivesse tido esta atitude, acreditam que muitos dos mais de 70 envolvidos não teriam que passar por processo penal. Principalmente os que se limitavam a aprovar, em seu centro de custos, as operações determinadas por Marcelo.

Claro que poderiam ter discordado do capo e pedido demissão. Mas não o fizeram.

Odebrecht 3

Para quem estranhou o linguajar na delação de Claudio Melo Filho, tornada pública, vai a informação: as delações foram reescritas diversas vezes para que se carregasse nas tintas.

Exemplo: não valia dizer pagamento a alguém, tinha de ser “propina” paga de modo “nada republicano”. Uma forma de deixar claro o tipo de crime referido.

Odebrecht 4

Os delatores da Odebrecht estão apreensivos com o vazamento de seus depoimentos. Temem que suas delações sejam invalidadas.

A quem interessam estes vazamentos?

Nenhum comentário: