terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Novo presidente do Senado já defendeu que Lula desacatasse Moro

Jorge Viana propôs que Lula desacatasse Moro para se tornar um "preso político". Como disse em post anterior, saímos do esgoto para cair na pocilga:


Presidente do Senado até segunda ordem, Jorge Viana (PT-AC) é politicamente afinado com o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), afastado ontem do cargo. Embora em lados opostos, Viana era um habitué do gabinete de Renan. Um dos pontos em comum é a disposição de enfrentar o Poder Judiciário. Em março, Viana teve uma conversa com Roberto Teixeira, advogado de Lula, flagrada pela Lava Jato. O senador defendeu que o ex-presidente deveria “desacatar” o juiz Sérgio Moro para gerar comoção e se transformar em um “preso político”.

Na conversa, Viana sugere a Lula convocar a imprensa para mandar um recado a Sérgio Moro dizendo que ele “tá agindo fora da lei, os promotores estão agindo fora da lei e quem age assim é bandido”. (Estadão).

5 comentários:

Anônimo disse...

Quem mereceria virar preso político é esse homúnculo, jorginho vianinha, nulidade absoluta.

Anônimo disse...

Não há nada ruim que não possa piorar.

Anônimo disse...

Artur Nogueira diz:
Os políticos canalhas tomaram conta do Brasil. Com a complacência do povo off course. O brasileiro é leniente com a corrupção e impunidade que grassam no país há tempos. Certamente, esse é o maior "entulho" do Brasil atual. As coisas não mudam no país. Mais uma vez, estamos mergulhados numa crise política, econômica, social e moral, etc. Como remover esse lixo político-ideológico entranhado no Estado e sua estrutura de poder???

Anônimo disse...

http://www.lanacion.com.ar/1962681-pisa-educacion-america-latina
Interessante sabermos o resultado do Brasil nas provas PISA.
VERGONHOSO.
Brasil não vai ter solução no curto/médio prazo.

Anônimo disse...

https://criticanacional.wordpress.com/2016/10/26/suecia-governo-proibe-iluminacao-publica-natalina-para-nao-ofender-muculmanos/