domingo, 29 de janeiro de 2017

Vovó Merkel, medianeira do islamismo.

Não se deve esquecer que a chanceler alemã Angela Merkel nasceu e viveu na comunista Alemanha Oriental, extinta depois da derrubada do Muro de Berlim. Como a esquerda mundial, em geral, poupa o terrorismo islâmico de suas críticas, não é surpreendente que a dama do multiculturalismo saia em defesa esfarrapada do islamismo:


A chanceler alemã Angela Merkel disse neste domingo (29) que a proibição de entrada aos EUA de alguns refugiados e cidadãos de alguns países de maioria muçulmana é injustificada.

“A chanceler lamenta a proibição de entrada pelo governo dos EUA contra refugiados e cidadãos de certos países”, disse o porta-voz de Merkel em comunicado.

“Ela está convencida de que a batalha necessária e decisiva contra o terrorismo não justifica uma suspeita geral contra pessoas de certa origem ou uma certa religião”.

Merkel conversou com o presidente dos EUA, Donald Trump, por telefone, no sábado, sobre a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), o conflito na Ucrânia e outras questões.

O porta-voz disse que Merkel também disse a Trump que a Convenção das Nações Unidas para os Refugiados, da qual os Estados Unidos são signatários, exige que a comunidade internacional capture refugiados de guerra por motivos humanitários.

“A chanceler explicou esta política ao presidente dos EUA na conversa de ontem”, disse o porta-voz de Merkel. “O governo alemão vai agora examinar que consequências a medida do governo dos EUA terá para os cidadãos alemães com dupla cidadania e irá representar os seus interesses, se necessário, ante nossos parceiros americanos.” (Veja.c0m).

3 comentários:

Anônimo disse...

O povo alemão é um grande povo mas com o passado que a Alemanha tem em relação ao extermínio de judeus, minorias e outros povos durante a II guerra mundial, Angela Merkel não tem autoridade nenhuma para dizer para os outros o que é correto ou não. Que cuide de seu próprio país e deixe de ser vedete.

Índio/SP

Vajra Prema disse...

Apenas, ela está cumprindo a agenda dos Builderberg.

Tataum disse...

Crise é oportunidade:

CAMPANHA COLONIZADORA

Você, europeu desesperado com o inferno imposto pelos socialistas e seus aliados islâmicos, faça como seus antepassados e venha colonizar o Brasil. Necessitamos de mais pessoas inteligentes, sensíveis e empreendedoras para reconstruir a civilização ocidental, pois aqui também é América!