terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Justiça ou parceria?

O ministro designado Alexandre de Moraes terá 27 anos para provar se está ao lado da Justiça  ou dos parceiros. Em todo o caso, tem méritos reconhecidos. Comentário de José Nêumanne:


Temer nomeou um advogado amigo, fiel e leal para evitar surpresas desagradáveis no STF, seja nas decisões sobre as votações das reformas econômicas no Congresso seja, principalmente, na Lava Jato e, sobretudo, no julgamento da chapa Dilma-Temer no TSE . 

Alexandre de Moraes passará 27 anos no cargo vitalício. Caber-lhe-á agir de forma a garantir um bom lugar na História, sendo imparcial como se espera de um ministro do STF num momento difícil e histórico como este, ou atuar como parceiro leal e fiel. Bons sinais: não se dá com Lewandowski nem com Toffoli. E já se posicionou a favor da prisão depois da segunda instância, uma contribuição histórica, na qual seu voto será decisivo.

(Comentário no Estadão no Ar da Rádio Estadão – FM 92,9 – da segunda-feira 7 de fevereiro de 2017, às 7h12m).

Um comentário:

Anônimo disse...

Duvido. Mais um que não cumpre os requisitos e passará na sabatina de mentirinha no senado.