sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Operação "Mela-Jato": precisamos falar sobre Kevin.

Lucas Daniel, há anos leitor e comentador deste blog, não poupa críticas ao jornalista Reinaldo de Azevedo, cujo comportamento de uns tempos para cá tem sido, de fato, muito estranho, principalmente em relação à Operação Lava-Jato. Quem é Kevin? Sim, ele, o RA:


A Mela Jato segue a pleno vapor! É só atentar para a movimentação recente de FHC, Temer, Lula, Gilmar Mendes e Aécio Neves, entre outros, as eleições de Rodrigo Maia, Eunício de Oliveira e Edson Lobão para cargos que são chaves no Congresso, os artiguetes de colunistas "chapa-branca", como Reinaldo Azevedo, e o posicionamento de alguns jornalões, para que se tenha uma ideia do tamanho da frente ampla que a bandalha política em polvorosa mobilizou na "Mela", antes e depois da homologação da delação "do fim do mundo".

Reinaldo (ou Tucanaldo) Azevedo, - o nosso Kevin -, parece hoje, depois de quatro empregos midiáticos, um colunista bastante identificado com o establishment político acuado pela operação anticorrupção que salvou o Brasil - por enquanto, pelo menos! -, da revolução bolivariana. Ele é, guardando as devidas ressalvas e conversões, a Marilena Chauí dos tucanos. Como tal, tornou-se um colunista bastante citado pelo famigerado "247", pela notória afinidade de suas teses com as que são defendidas por esse blog sujo, principalmente no que diz respeito à contestação da Lava Jato.

Para quem ainda não dimensionou bem a fragorosa derrocada desse colunista que fez carreira combatendo o PT (no que foi muito bem, aliás!), seria bom dar uma olhadela no que ele escreveu hoje na esquerdista Folha de São Paulo: "Lava Jato vira portal da impunidade para bandido dedo-duro e criativo". Além de afirmar, do alto da sua autoproclamada sapiência jurídica, que a Lava Jato, pasmem!, puniu menos, até agora, do que o STF de Gilmar Mendes, Lewandóvsky, Tóffoli e afins, ainda solta os cachorros sobre aqueles que ousam criticar os conchavos que o tucaníssimo Mendes vem capitaneando, ao que parece, no Planalto e na planície, com políticos interessados em fazer prosperar a Mela Jato.

É, minha gente, o rottweiler que investia furiosamente sobre os políticos petistas quando estes eram os únicos que despontavam nas delações premiadas, tornou-se manso como um poodlezinho de madame quando as delações passaram a envolver os tucanos. Ou melhor, o rottweillwer continua vivo e ativo, sim, mas só para atacar, agora, o Moro, o Dellagnol e a força-tarefa toda da Lava Jato.

Ouçam o que eu estou dizendo, antes que seja tarde demais: precisamos, urgentemente, falar sobre o Kevin.

P.S.: Quem viu o "Kevin" combatendo o PT, jamais poderia imaginar no que ele vem se transformando desde então.

Lucas Daniel

7 comentários:

Anônimo disse...

Deus criou um Universo infinito para que nele coubesse 1/3 do ego de Reinaldo Azevedo.

O MESMO de SEMPRE disse...

.
Nada disso me surpreende.

Desde há vários anos, quando todos os trouxas incesavam "contrainformação RA/Veja" eu e JANNER CRISTALDo (homenageio-o ao cita-lo) firmavamos que o tipo era um traste, um TROTSKISTA e sendo assim a sua moral era simplesmente em favor de ATINGIR o OBJETIVO. U tucano desavergonhado sempre foi canalha! Basta ler as calhordices mentiroras e descaradas deturpações linguisticas que o verme escreveu para botar panos quentes nas asneiras que Bento XVI soltava.

Quem VENDE a sua pena, seja para partidos e/ou ideologias vale menos do que aquilo que o gato enterra.

Um safado JÁ NASCE ASSIM, não é a ocasião e muito menos a necessidade que o cria. O que este MENTIROSO DESCARADO sempre foi capaz de dizer nunca enganou quem tem cerebro.

"EX"-MARXISTAS, sejam mencheviques, bolcheviques ou trotskistas, leninistas, stalinistas ou maoistas são sempre os mesmos. CARÁTER NÃO SE ALTERA JAMAIS, no máximo pode ser domado, mas nunca alterado.
Quem segue ideologias e MENTE e é capaz dos mais descarados embustes para doutrinar e aliciar imbecis e recalcados NÃO TEM CARÁTER, mas apenas OBJETIVOS e entre estes até faturar dinheiro fácil com ideologias safadas.

Não existe "ex" marxista, mas apenas estúpidos e safados. COmo o próprio RA disse, um trotskista não muda totalmente, sempre fica um pouco (muito).

É por isso que antigos maníacos marxistas ou socialistas científicos ou uttopicos NUNCA MUDAM, mas aopenas conseguem se "vestir" de conservadores para persistirem em seus objetivos de vida fácil e de se intrometerem na vida aleia.

Como bem percebeu Hayek, nazistas e comunistas transitam com facilidade entre estas ideologias por serem semelhantes. PELA MESMA lógica os ESQUERDISTAS e CONSERVADORES igualmente transitam entre suas FANFARRONADAS idiotas. Afinal, são a mesma coisa: querem um governo se INTROMETENDO NA VIDA de TODOS, para IMPOR SUAS MANIAS IDEOLÓGICAS e RESSENTIMENTOS. Não se contentam em tocar suas frustradas e porcas vidas, ambicionam MANDAR na VIDA ALHEIA: tanto faz se assumidos ESUQUERDISTAS ou disfarsados de CONSERVADORES. Ambos são IDEOLÓGICOS e CHEIOS de MANIAS.

Anônimo disse...

há muitos meses deixei de ler esse babaca ! realmente foi uma virada não de 180º, mas de 360º, ou seja a volta ao começo de esquerdista.deve saber oque está fazendo....

César de Castro Silva disse...

Eu era leitor assíduo desse senhor, mas a sua virada de casaca me deixou revoltado e nunca mais li o seu blog.

Diogo Lima disse...

Só tenho um comentário...por que não responde com fatos os argumentos do RA? Seu ego é grande de fato, porém ele apresenta dados...assim como artigos recentes do Estadão...Ao invés de criar amizades do colunista, falar de seu passado, criticar sua pessoa, rebatam seus argumentos oras...
E quando forem falar de direitaxesquerda, lembrem se todos os atuais jornalistas de direita (mais antigos) foram de esquerda...RA, Olavo, Joyce, Mainardi e antagonistas, etc al...
Mais uma a fonte do Sr Dalton e do sr Moro é esquerda...comparem seus discursos com antigos esquerdistas e vocês vão se surpreender.

Anônimo disse...

FATOS SÃO FATOS

Que fatos você quer, além dos que estão aí, à vista de todos, e que demonstram de forma inequívoca, a duplcidade com que esse colunista tucano vem tratando as questões relativas a políticos de diferentes partidos?

Antes de mais nada, é preciso destacar que a postura dele em relação à Lava Jato começou a mudar radicalmente depois que o Marcelo Odebrecht foi preso e que vários políticos tucanos passaram a ser citados nas delações premiadas. Isso foi de tal modo evidente que lhe valeu objeções e críticas de antigos pares, como o Rodrigo Constantino, o Villa, a Joice e o Felipe Moura Brasil, para citar apenas os seus colegas da Veja e da Jovem Pan.

Para arrematar, a quase totalidade das decisões tomadas pelo Moro - inclusive a prisão do Marcelo Odebrecht -, e criticadas muitas vezes por ele, Reinaldo Azevedo, foram referendadas pelos tribunais superiores, numa clara demonstração de que as suas objeções acerca de prisões preventivas e delações premiadas, sempre sob a desculpa esfarrapada de estar defendendo o estado de direito, não procediam. Elas provaram ser, simplesmente, a tradução do inconformismo de um militante tucano travestido de isentão legalista, diante da ameaça de que os líderes do seu partido se vissem na mesma vala comum, ou pior até, na mesma cela, dos petistas a quem ele tanto criticara nos tempos em que a Lava Jato só havia estourado o ninho dos sequazes do Lula.

Mas o que mais incomoda no isentismo "monocular e hiperbólico" dele é o fato de insurgir-se contra quaisquer declarações e medidas tomadas no âmbito da Lava Jato, e que acenem, ainda que de longe, com alguma ilegalidade, enquanto passa ao largo de verdadeiros estupros éticos e legais que os nossos diligentes congressistas vêm praticando reiteradamente, no seu empenho de escapar da delação "do fim do mundo" e da Lava Jato. Para tanto, contam, inclusive, com o apoio ostensivo de um juiz tucano, o Gilmar Mendes, que não para de aconchavar-se com o Temer e os políticos tucanos. E o combativo Reinaldo Azevedo, o que diz sobretudo isso? Nada, absolutamente nada. Ou melhor, sai em defesa do Gilmar Mendes. Assim como sai em defesa do Temer quando este dá um ministério de presente ao Moreira Franco - o “Angorá” de dezenas de citações nas delações premiadas - para que ele tenha foro privilegiado. O mesmo foro que ele, Reinaldo, negou, no governo Dilma, quando o candidato era o Jararaca. Foro privilegiado para quê? Ora, para aninhar o gatão “Angorá” nos braços do STF. Do STF que ele jura, no entanto, pasmem!, que faz mais justiça do que a força-tarefa de Curitiba.

Diante desses fatos, como acreditar nesse isentão legalista tucano? E como dar crédito também aos que ainda acreditam nele e o defendem? Fatos são fatos.

Lucas Daniel.

jlb disse...

Parece incrível mesmo, mas Reinaldo Azevedo está irreconhecível. Ler os seus escritos, hoje, é na melhor das hipóteses perda de tempo. Na pior, nem me atrevo a dizer.