segunda-feira, 6 de março de 2017

Gilmar Mendes redescobre a pólvora


3 comentários:

Paulo Robson Ferreira disse...

Enquanto houver foro privilegiado, prisão só com trânsito em julgado, ausência de canais seguros e confiáveis para se denunciar a corrupção e parlamentares legislando em causa própria, com ninguém no congresso se interessando em modernizar e endurecer a legislação, o crime continuará compensando e a impunidade continuará necrosando o tecido social. Nos países de primeiro mundo não existe esse sentimentalismo primitivo como o que praticamos aqui, lá quando se tem que praticar tolerância zero o pragmatismo se impõe e os remédios são aplicados.

Anônimo disse...

Como se permite manterem políticos como do PT por tantos anos no poder sem interperlar, o PMDB se alugando para o PT pilhar e sacanear a nação, pessoas no Alto Judiciario e anexos que pareceriam serem comparsas dessa quadrilha em suas roubalheiras, uns Renan, Sarney, famiglia Lula da Silva, Gleisi...
A podridão está vindo é das familias, a coisa está mais em baixo!
Foram familias com os filhos criados ao pé das novelas da Globo?

Alexandre Sampaio disse...

São Paulo, 07 de março de 2.017

Prezado Sr. Tambosi,

Essa declaração de Gilmar Mendes é um escárnio! Quem v~e pensa que ele e os demais ministros do Supremo estão muito preocupados com a situação do país. Basta ver as últimas decisões do STF, para comprovar o que escrevo. Sem falar na manobra canalha, sub-reptícia de Lewandowski durante o julgamento do impeachment da terrorista búlgara no Senado, onde ela sofreu o impeachment mas não as sanções correspondentes ao mesmo. Essa gente asquerosa deveria manter-se a distância dos veículos de comunicação. Pois quanto mais falam, mais se enterram perante a população.