sexta-feira, 3 de março de 2017

Pelo direito de defesa: com armas de fogo, que não podem ser privilégio de bandidos.

Basta de chorumela politicamente correta: o cidadão deve ter o direito de se defender com arma de fogo, diante de bandidos armados até os dentes. Arma de fogo não pode ser privilégio de criminosos, que não se submetem à lei, feita apenas para desarmar cidadãos sem segurança, tornando-os reféns de facínoras. É necessário rever a legislação do desarmamento. Leiam, a propósito, o artigo do empresário Roberto Rachevsky, publicado no Instituto Liberal sob o título "Por que não podemos mais aceitar a autodefesa?":


Autodefesa é o modo politicamente correto de tentar escapar com vida de uma situação de perigo. Isso não é para heróis que saem de casa para ganhar a vida produzindo o bem estar para os outros correndo todos os riscos que o mercado e principalmente o governo propiciam.

Sair correndo é autodefesa, se enfiar embaixo da cama é autodefesa, se esconder dentro do armário é autodefesa, ficar de dedos cruzados atrás de um vidro blindado, sentado sobre um banco de couro, ouvindo Puccini, enquanto um desvairado bate o cano da arma na sua janela e move a boca esboçando gritos inaudíveis como se cantasse aquela versão inédita de La Bohème que sai dos 16 alto-falantes Bose do seu Porsche, Jaguar ou BMW, isso é autodefesa.

Ninguém está proibido de praticar a autodefesa. Autodefesa é para os fracos, os submissos, os servos obedientes de leis castradoras feitas por gente macilenta. Nós, os verdadeiros heróis do cotidiano, que temos que assistir e vivenciar todo tipo de injustiça que nos impõem, não podemos mais aceitar a autodefesa.

Precisamos nos revelar. Precisamos nos rebelar. O que queremos, mais, o que exigimos, é podermos exercer mais do que o nosso direito de autodefesa, mais do que sermos essa coisa covarde.

Eu quero de volta o meu direito de contra-atacar. De atirar de volta. De aniquilar o irracional violento que resolveu correr o risco de cruzar pelo meu caminho para ameaçar a minha vida, a vida da minha família, para usurpar da minha propriedade, para perturbar a minha tranquilidade. Eu quero mostrar para esse insolente, que o risco de praticar um crime não compensa.

Não dá mais para deixar essa tarefa para o governo. Nunca deu, na realidade. Governos não são onipresentes. Sequer são eficientes mesmo quando a situação está sob seu controle. A sociedade brasileira decente não quer mais se auto-defender, ela quer contra-atacar, reagir, retaliar. Ninguém consegue olhar para o espelho e ver um covarde impotente na sua frente por muito tempo.

Está na hora de mudar. Não estou pregando que a justiça seja praticada com as próprias mãos, não estou pregando que não se cumpra o devido processo legal. Estou apenas dizendo que em situações de emergência, onde a questão crucial é matar ou morrer, não é justo que uns possam usar todo seu poder de fogo para atacar e a vítima não possa usar todo seu poder de fogo para se defender, seguindo o seu próprio critério.

Esse critério pode ser o contra-ataque e como um meio de auto-defesa ninguém pode em nome da justiça impedir que isso aconteça.

6 comentários:

Anônimo disse...

OS POVOS DA CHINA E DA COREIA DO NORTE SÃO COMO GADO ESTABULADO!
Manter os cidadãos reféns do crime organizado - todos os governos comunistas são quadrilhas a serviço de bandos - assim, manter os cidadãos acuados em casa para não se organizarem e atentarem contra o esse regime escravagista!
Comunismo é um regime tão fdp que mantém os cidadãos presos, Cuba e Coreia do Norte e a ex Cortina de Ferro são os exemplos - além de não progredirem!
Vejam o que sucedeu na ex milionaria Venezuela, hoje constituída num campo de refugiados miseraveis, pois manter o povo nas filas para arranjar alimentos é outro tipo de tirania para mantê-lo acuado e faminto sem forças para enfrentar os golpistas comunistas!
Esses cãomunistas são uns demonios ambulantes!

Anônimo disse...

O artigo está certo, mas "penso de que", como diz o imbecil lullalau, todo mundo devia ter ao menos rudimentos de alguma técnica de defesa pessoal, qualquer uma, para reagir melhor nas tais situações de emergência.

Paulo disse...

O segundo anônimo esta certíssimo. Os bananeiros conhecem, por exemplo, tudo de futebol, sabe nomes dos jogadores, dos técnicos, dos presidentes dos times, nomes de árbitros, quantos títulos tem cada time, a escalação de time ou da seleção de qualquer época, qual o nome dos artilheiros e quantos gols fizeram e um monte de bobagens e cultura inútil que não serve para nada. Mas não sabe a diferença de um FAL para um AR 15 ou um M-16 (tô falando das mais famosas que não param de sair nos jornais) e muito menos revólver de pistola. O esquerdismo aqui tá muito enraizado.

Anônimo disse...

*O ISIS AO VIVO DEGOLANDO SUPOSTOS ESPIÕES DOS EUA - ASSUSTADOR!
Isso é o que faz a "RELIGIÃO DE PAZ" do Islã!
Los ‘espías’ de EEUU degollados como corderos en ganchos del matadero por el ISIS
3 de março de 2017
http://api.gooru.live/v1.0/public/library/184076.
*Do homemculto

Anônimo disse...

10º mandamento do DECÁLOGO DE LÊNIN, os 10 mandamentos dos comunistas - PARA FACILITAR O GOLPE!
"Procure catalogar todos os possuidores de armas para que sejam confiscadas no momento oportuno, tornando impossível qualquer reação à causa comunista".
Por isso, desarmar o povo, certo?

Paulo Robson Ferreira disse...

O estado que não consegue oferecer segurança ao seu povo não tem o direito de exigir desarmamento dos cidadãos.