terça-feira, 28 de março de 2017

Rescaldo das manifestações de 26 de março

Percival Puggina faz um balanço das manifestações do dia 26 de março, que devem ter sido festejadas, dado o baixo número, pela caterva contrária à Lava-Jato, aí incluídos o ator Wagner Moura e os jornalistas Luis Nassif e Paulo Henrique Amorim. Lula, então, deve ter soltado fogos:


Ninguém ficou mais feliz com o pequeno público presente às manifestações deste domingo do que os corruptos, os foragidos no foro privilegiado, os proponentes do voto em lista fechada pré-ordenada, os defensores do autoindulto, a mídia esquerdista e todos que temem Sérgio Moro. Lula teve seu primeiro dia feliz nos últimos dois anos. Os sites petistas encontraram, enfim uma pauta. E vibraram. Certamente houve brindes eufóricos na casa do Wagner Moura, do Luis Nassif, do Paulo Henrique Amorim.

Eu entendo o desalento de muitos conservadores e liberais. Ingenuamente acreditaram que do interior de um governo corrupto desde a medula poderia brotar, sob comando de seu vice-presidente, um grupo de honrados cavalheiros capazes de levar o filósofo Diógenes a rir feliz e jogar fora a lanterna com que vida afora procurava um homem honesto. Daquele mato não sairiam tais coelhos.

Há que reconhecer. Muitos brasileiros são assim. Suas paixões futebolísticas não esmorecem diante das piores crises morais e de qualidade de seus clubes; já seu civismo queima rápido ante a menor fagulha das dificuldades. No entanto, lembremos que com povo na rua, com milhões de brasileiros na rua, conseguiu-se, em 2015/2016 realizar o que parecia impossível há menos de três anos: parar por impeachment o catastrófico governo Dilma; afastar o PT e os petistas do poder; estancar a sangria do erário, a roubalheira do petrolão e assemelhados; colocar na cadeia frequentadores dos mais altos andares do poder público e dos negócios privados, que hoje tomam sol uma hora por dia e comem na marmita da prisão.

Queriam, como aquele repórter ao pé da escada do carro de som, que a manifestação de domingo gritasse "Fora Temer"? Estão de brincadeira. Temer foi eleito pelos petistas. Sua presidência decorre de preceito constitucional. Ponto. Para um ato assim devíamos então - paradoxo insano - convocar os petistas a participar porque essa é a pauta deles desde o impeachment. Não, mil vezes não, leitores! Até da burrice se deve exigir moderação. Até das mais acendradas paixões se deve cobrar prudência. E a prudência, num país com 13 milhões de desempregados, desaconselha inteiramente uma nova crise institucional. Cadeia para os corruptos, inelegibilidade para os criminosos do poder e vamos para o voto em 2018. Na forma da Constituição e sem rupturas. Daí as pautas que levamos para as ruas e que não sairão dos horizontes deste blog. Elas são muitas porque somos brasileiros do bem e só os defensores de bandidos e os que chamam corruptos de heróis têm pautas tão simples quanto imorais. Tudo se satisfaz e basta com PT e Lula-lá.

Os que fomos ao Parcão, aqui em Porto Alegre, pedimos cadeia para todos os criminosos - e todos são todos! - quaisquer que sejam as letrinhas partidárias em que se escoltem ou escondam, e o cargo em que se homiziam. Pedimos fim do foro privilegiado. Os motivos institucionais e políticos para sua existência se tornam insignificantes diante do desastre político e moral que ele provoca e a impunidade que determina. Dissemos não à lista fechada e pré-ordenada, ao autoindulto, à escola com partido, ao desarmamento. E que Deus não abandone o Brasil apesar dos desanimados que o parecem abandonar. (Puggina.org).

4 comentários:

Manoel Francisco Gomes disse...

À diferença das manifestações em prol do impeachment, as pessoas não estão condenando maciçamente o governo Temer, em que pesem os problemas de natureza política, já que, na economia, começa a dar resultados positivos. Isso é ruim exatamente para os adeptos de Lula e Dilma. Não me parece que os esquerdistas tenham ganhado alguma coisa com isso, embora estejam tolamente comemorando. Parece-me, salvo melhor juízo, que o beneficiado foi o governo Temer, o que a meu ver, é positivo. É preciso que haja estabilidade política para que a economia também se beneficie.

Anônimo disse...

O que mais me espanta nessa turma é que viviam arrotando que a Lava-jato ia parar quando chegasse no PMDB, PSDB, ... Alguém se mobiliza para que isso não aconteça, a turminha não participa e ainda celebra a baixa adesão. O que eles querem com isso? Ter razão?

Anônimo disse...

Artur Nogueira diz:
O legado dos desmandos da era lulopetista está aí , escancarado na nossa frente, no nosso dia-a-dia. Um desastre político-econômico-social e moral.
É notória a decadência do país em todos os sentidos.
Apesar dos esforços de uma minoria que , obstinada , luta para que isso aqui se transforme numa nação , o jogo da elite política, das instituições, mídia , etc conspiram contra o país, contra o cidadão. Estamos divididos....Estado versus nação.....
Sinto como se estivéssemos rejeitados, escorraçados por esse sistema perverso engendrado a partir da política brasileira.
E por que não reagimos à essa hipocrisia, a essa imoralidade que se instalou há anos no Brasil??
Por que a maioria, o chamado “povão”, o qual sempre foram e continuam alijados desse “festim diabólico”, se mantém inertes???
Penso que, dentro inúmeras causas, uma seria o fortalecimento do Estado no sentido ideológico, com suas eternas promessas de direitos, benesses, privilégios , ou seja, mais Estado, menos indivíduo. Isso ficou explicitado na constituinte de 88.
Isso foi bem engendrado e manipulado pelos esquerdistas no poder há mais de 20 anos e também fora do poder, com a conivência e omissão de setores mais conservadores e liberais.
O estrago já está feito. Mas o debate está mais vivo do que nunca. E vamos à luta....

Vajra Prema disse...

E foi isso mesmo! Percival Puggina, como sempre lúcido e sensato. Apesar de não estarmos satisfeitos com Temer, nem pensar de ir às ruas gritar "Fora Temer" Se juntar a ralé? Não somos da mesma laia! Acompanho e divulgo Vem Pra Rua porque o grupo tem mais discernimento. Infelizmente teremos que engolir Temer até 2018, que essa mesma ralé colocou lá. E que Deus nos abençoe!