quarta-feira, 12 de abril de 2017

Amigo é coisa pra se pagar

Coluna de Carlos Brickmann, com sua verve impiedosa para com os canalhas, ironizando a canção de Milton Nascimento, verdadeiro hino das esquerdas estudantis nos anos 1980 (mas vale lembrar: Milton não é Chico Buarque). Vem Chumbo Gordo aí:


Sexta-feira Santa, domingo de Páscoa e, enfim, na segunda-feira que vem, 2017 começa de verdade. A previsão é de tempo quente: na própria segunda, 17, João Santana e sua mulher, Mônica Moura, devem depor no TSE sobre, digamos, as doações desburocratizadas à chapa Dilma-Temer. Na terça, ambos também deveriam ser interrogados pelo juiz Sérgio Moro, no processo do ex-ministro Antônio Palocci, acusado de receber propinas, acarajés e pixulecos para a campanha, o PT e um seleto grupo de amigos. Mas pediram adiamento para o dia 24.

Na quarta, 20, quem depõe é Léo Pinheiro, da OAS, a respeito do apartamento triplex que não é de Lula, no Guarujá. Ele também sabe alguma coisa, ao que dizem, sobre o sítio que não é de Lula em Atibaia. Pinheiro negocia com os procuradores da Lava Jato uma delação premiada. Há quem diga que a cereja do bolo é um esplêndido pixuleco que, este sim, passou a ser de quem não era dono de propriedade nenhuma.

Pule alguns dias: em 3 de maio, Lula deve ser ouvido por Sérgio Moro. Deve ser um dia interessante: grupos lulistas tentam levar uma multidão a Curitiba, para no mínimo constranger o juiz Sérgio Moro e, no máximo, cercar Lula de gente, de tal maneira que o depoimento se torne impossível.

Marcelo Odebrecht disse a Moro que o tal Amigo citado nos papéis da Odebrecht recebendo milhões é mesmo Lula. As reformas milionárias em imóveis que não são dele não passam de lembrancinhas de pouco valor.

Amigo de fé

Marcelo Odebrecht declarou a Sérgio Moro que os recursos sacados em dinheiro vivo por um assessor de Palocci, R$ 13 milhões, eram para Lula. Este é apenas um caso: não envolve retribuições da Odebrecht pela intermediação de Lula em obras no Exterior, nem em financiamentos do BNDES. A compra de submarinos franceses, no Governo de Lula, pode ter envolvido algo desse tipo: para formalizar a venda, os franceses concordaram em exigir do Brasil que os estaleiros fossem construídos e operados pela Odebrecht, o que elevou o preço em pouco mais de 10%. O contrato era de R$ 31 bilhões, e subiu R$ 3,3 bilhões para a Odebrecht.

A lei é dura…

O ministro Edson Fachin, a pedido do procurador-geral Rodrigo Janot, mandou investigar nove ministros de Temer, 29 senadores, 42 deputados federais e três governadores, com base na delação de 78 executivos da Odebrecht. Aécio Neves é campeão de inquéritos, ao lado de Romero Jucá: cinco cada um. Renan Calheiros tem 4 (e seu filho, governador de Alagoas, Renan Filho, tem um). Mas não se preocupe, nem se alegre: o Supremo tem demorado tanto nos inquéritos que é tudo coisa para o longínquo futuro.

…mas é lei

Dilma tem agora um problema sério: Marcelo Odebrecht disse que doou 150 milhões de reais às suas campanhas, R$ 50 milhões em 2010 e R$ 100 milhões em 2014. Pior: segundo ele, as doações mais polpudas foram o pagamento pelas medidas provisórias 470, de 2009 – Governo Lula – e 613, de 2013, de alto interesse da empresa. Dilma (e talvez Lula) dificilmente escaparão de um inquérito na primeira instância, sob Moro.

Levantando…

Está difícil acompanhar a roubalheira? O jornalista Ivo Patarra, que foi petista na época da formação do partido, que foi assessor de imprensa de Luíza Erundina, primeira prefeita petista de São Paulo, que deixou o PT tão logo descobriu o que acontecia, acaba de lançar “Petroladrões – 3 anos da Operação Lava Jato”. Conta tudo – e sabe como contar.

…os véus

Ivo já escreveu um livro revelador, “O Chefe”, em 2010, antecipando aquilo que se descobriria com a Operação Lava Jato. E já dizia: “Lula é o chefe”. Aquilo que Marcelo Odebrecht acaba de confirmar. “Petroladrões – 3 anos da Operação Lava Jato”, 725 páginas. Amazon.com.br, R$ 16,90.

Explorando os mais pobres

Como faz o MST, Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto, para promover passeatas e dificultar a vida de quem trabalha em São Paulo? Simples: quem comparece a cada ato do MST ganha pontos que servirão para definir quem recebe antes as casas que o movimento, desde os tempos do Governo petista, recebe dos programas federais de moradia popular. Mas não basta ir aos comícios, invasões, bloqueios de trânsito, e votar nos candidatos recomendados pela liderança: é preciso pagar por isso. São R$ 50,00 na inscrição e R$ 30,00 por mês, engordando o cofrinho dos líderes.

O excelente repórter Agostinho Teixeira, da Rádio Bandeirantes (http://radiobandeirantes.band.uol.com.br/conteudo.asp?ID=791106), se inscreveu no MST, pagando todas as taxas e participando da pontuação. Não é tão cansativo: depois das invasões, as barracas só são ocupadas de dia. De noite, os “sem-teto” vão para casa – aquela que eles não têm.

4 comentários:

Anônimo disse...

SE COMUNISMO PRESTASSE, PORQUE CUBA E COREIA DO NORTE MANTÊM SEUS POVOS ESTABULADOS, COMO GADO?
Se abrissem imigração, não ficaria um sequer!
Os comunistas são naturalmente larapios, sobrevivem exclusivamente de fraudes, de todos os tipos de trapaças e possuem excelentes laboratorios de engenharia social para converterem suas mentiras em verdade por meio de fraudes semânticas.
No mais, escusam-se todos os erros por serem incompetentes e mal intencionados, repassando os seus muitas tramóias aos outros e jamais se considerando culpados de qualquer falta e o chacais do PT sempre foram assim!
Além disso, são terroristas, odeiam o Senhor Deus e, os que os ajudam a subir para o poder, depois os escravizam.
As palavras que vomitam por aí a todo instante DEMOCRACIA E POVO significam à verdade COMUNISMO e MEMBROS DO PARTIDO, e não POVO, a massa da população que prá eles não passa de mercadoria do governo!
Como podem esses gangsters comunistas prestarem se se aliam a todos os tipos de bandidos, narcotraficantes e aos muçulmanos degoladores de cristãos?
Mesmo aqui no Brasil, esses mafiosos nos odeiam, embora finjam e encenem em contrario!
Confiram que fizeram da ex Venezuela, hoje Venezufavela!

Paulo disse...

Essa música do Milton Nascimento pegou também na época porque era a favorita do grande Ayrton Senna. Aliás, Senna era um ¨herói¨ pros bananeiros embora quem mais se identificava de fato com esses coitados era o perdedor Rubinho Barrichello que até podia ter alguns sucessos mas não passava de um tapeador fracassado.

Anônimo disse...

Artur Nogueira diz:
Sob o comando do lulopetismo no poder, o conceito de política como governança, administração, cuidado para com os deveres públicos foi destruído. Era necessário destruir tudo, degradar tudo para depois relativizar as verdadeiras ações na política.
A ganância, a ambição desmedida pelo poder, o viés ideológico e a maneira populista e patrimonialista de conduzir a coisa pública , tendo como escolha moral a utilização de ilicitudes, de enganação e manipulação para chegar e se manter no poder .
Claro que isso contou com a cumplicidade de muitos. O PT para chegar ao poder e para fazer seu projeto de poder se tornar aceitável, sempre contou com a anuência de outros partidos políticos, oportunistas , alguns travestidos de sociais democratas, outros mais à extrema esquerda. Afinal são mais de 20 anos de populismo , incompetência administrativa e corrupção. Formamos cidadãos com privilégios, benesses e muitos direitos e outros com só deveres. Como denominar isso de Nação????
Onde estão os outros cumplices do projeto de destruição e degradação, além dos partidos políticos??? Estão encastelados nos diversos penduricalhos do Estado , aparelhados na era lulopetista e mantidos na era atual.:Sindicatos, igreja católica(CNBB), ditos movimentos sociais, ONGs (dados revelam mais de 300mil) , movimentos estudantis, universidades, grupos econômicos que só sobrevivem com privilégios do Estado, agentes públicos de estatais (mais de 200) e poderes constituídos, agentes políticos, e claro, nosso querido e amado povo.
E, para encerrar , leio hoje , 13/04/17, no portal UOL-Folha-Granma : pacto da elite política sendo tramado nos bastidores.
“...Temer, Lula e FHC estariam articulando um pacto para a sobrevivência política em 2018, tentando impedir que o grupo formado pelo PT, PSDB e PMDB sejam extintos... para assegurar um processo eleitoral “tranquilo”.... e que a Lava Jato teria interesse em eliminar a atual classe política e assumir um novo projeto de poder para o país.
Aqui continua sendo a vanguarda do atraso. Isso aqui-Brasil, não é um Estado, muito menos uma Naçao. Isso aqui é uma farsa, um embuste, um ajuntamento de oportunistas, cretinos, medíocres moral e intelectualmente falando.
Dá nojo, dá raiva desse “vale tudo “ , desse “salve-se quem puder”....


shamijacobus disse...

QUO VADIS
Alô Professor
Não sei se já lhe passei ou teve contato com estas notícias.
Em um dos links sugeridos existem arquivos de "embaixadas"onde até MILITARES de ALTÍSSIMO escalão do exército melancia atuavam em parcerias na ÁFRICA com grana nossa/Odebrecht.

http://apublica.org/2016/02/em-angola-a-odebrecht-no-espelho/

eu não guento