domingo, 23 de abril de 2017

De Hillary a Marine. Alô, feministas!

André Azevedo Alves, do Insurgente, faz uma boa provocação aos "progressistas" - particularmente às feministas - sobre as eleições de hoje na França (lembro que Marine Le Pen é sempre tachada pela imprensa de pertencer à "extrema-direita"; extrema-esquerda, claro, não existe):

Em Novembro passado, muitos defendiam a eleição de Hillary Clinton com o argumento de que seria um grande avanço ter pela primeira vez uma Presidente mulher nos EUA.

Aplicando o mesmo critério, o que acharão das opções nestas eleições presidenciais em França?

Nenhum comentário: