sábado, 15 de abril de 2017

Haja esforço para enumerar os crimes do lulopetismo!

Lucas Daniel, que já é um colaborador do blog (grato, Lucas), diz com razão que enumerar as proezas do lulopetismo é um trabalho insano, capaz de deixar extenuado qualquer cidadão:


A divulgação das proezas do lulopetismo exige uma considerável quantidade de empenho. A simples descrição do esforço exigido já é suficiente para esgotar o fôlego e a paciência de qualquer cristão, como podemos ver a seguir, em dez fases:

Na primeira fase, desqualifica-se, sumariamente, a denúncia e o denunciante do político lulopetista;

Na segunda, nega-se, pura e simplemente, que o político lulopetista tenha visto, ouvido ou sabido alguma coisa a respeito do “malfeito”. Político lulopetista, como se sabe, “não róba e não deixa robá”; 

Na terceira, diz-se que a PF e o MP estão perseguindo o político lulopetista;

Na quarta, diz-se que, se o político lulopetista fez, algum tucano também fez, e, se algum tucano ainda não fez, algum dia fará;

Na quinta, diz-se que é tudo culpa do FHC;

Na sexta, diz-se que é tudo caixa 2 e que caixa 2 não é crime;

Na sétima, diz-se que tudo não passa de um complô para evitar que o “comandante máximo” (do PT, entendam) volte para fazer de novo tudo o que fez e tirar o país do buraco em que ele o meteu, justamente por ter feito tudo o que fez; 

Na oitava, diz-se, resignadamente, que “todos os políticos são iguais”;

Na nona, diz-se que tudo não passa de uma conspiração “das zelites” para impedir que os governos “progressistas” promovam a redenção dos pobres e oprimidos;

Na décima, finalmente, propõe-se um acordão que promova a anistia ampla, geral e irrestrita de todos os erros, pecados e crimes dos políticos lulopetistas e seus assemelhados.

Ufa!

Lucas Daniel

Um comentário:

Anônimo disse...

TODO DIA TEM TEATRO, TEM SIM SINHÔ!
Muito bem, mas LC se esqueceu que tudo isso que envolve o lulopetismo em suas fases é uma longa novela, coisa de teatro muito bem encenada por excelentes bandidos-atores que nesse palco nada assumem, embora saibamos quem nesse espetáculo quem seriam eles, mas fingem com categoria nada ter a ver com eles!
São capítulos e mais capítulos, e em encenação teatral faz-se de tudo, valendo qualquer coisa que cause impacto nos assistentes que ainda PAGARAM CARO para ver o espetáculo!
O PT faz algum trambique, Terta?
Nããããããããooooommm!