quinta-feira, 27 de abril de 2017

Lulismo de batina: os bispos de passeata.

Boa nota de meu cargo amigo Moacir Pereira, colunista do Diário Catarinense, sobre a adesão de bispos e escolas confessionais à greve convocada pelo peleguismo lulopetista contra as reformas do governo. Não é à toa que as igrejas católicas estão cada vez mais vazias. Vão ser socialistas assim em Cuba ou Venezuela, duas grandes potências:


Durante o regime militar, sacerdotes católicos esquerdistas que apoiaram a luta armada e lideraram protestos públicos ficaram conhecidos como "padres de passeata". A atual crise brasileira, gerada pelo populismo lulopetista, e que provocou o maior desastre econômico da história do país, está produzindo uma nova classe na hierarquia cristã: os "bispos de passeata".

Partiu da CNBB semanas atrás uma contundente nota oficial contra as reformas trabalhista e previdenciária, com veemente condenação a qualquer iniciativa de modernização da legislação brasileira.

Eles, por acaso, ignoraram a realidade econômica nacional e mundial e esta jurássica legislação trabalhista? A CLT completa 74 anos, foi implantada quando o Brasil era estado pré-industrial, nem se sonhava das comunicações modernas, muito menos trabalho virtual, internet, mundo digital etc.. Mas o episcopado brasileiro se insurge contra qualquer alteração na CLT. Sobre a previdência ignora que a esmagadora maioria dos países já adotou a idade mínima de 65 anos para aposentadoria.

Vem agora o Colégio Catarinense, o mais tradicional educandário particular de Santa Catarina, comunicar aos pais dos alunos que decidiu aderir à greve desta sexta-feira. Fato inédito. Um colégio jesuíta cancelar atividade escolar para aderir a uma paralisação política, ideológica e partidária. Diz a direção que, por decisão da direção nacional e da CNBB.

Anotem e guardem: se em futuro próximo governos não pagarem mais proventos aos aposentados e pensionistas, que cobrem dos bispos.

Tristeza maior: a CNBB nunca se manifestou sobre este monumental assalto na maior corrupção da história, liderada e praticada por muitos daqueles que apoiou durante anos.

Aí, fica pesquisando porque as igrejas estão cada vez mais vazias.

3 comentários:

Anônimo disse...

A CNBB desde o queridinho das esquerdas D Hélder Cãmara até hoje tem se comportado como subsidiaria do PT e de PCs, assim como grandes seitas protestantes, caso da IURD com seu partido PRB e mais outros, como V Santiago, RR Soares e outros esquerdistas travestidos de evangélicos, apoiando material-ateístas!

Anônimo disse...

Lembrei deste video (está em espanhol):

https://www.youtube.com/watch?v=AKcQFJ_VctM

Hoje aprendo mais com filosofia que com religião.

SEMPRE mais do MESMO disse...

.
Os judeus essênios eram comunistas e João Batista era essênio.

Thomas More era um fervoroso cristão e a sua Utopia era uma ilha comunista e ele explicou como funcionaria. Tentou ser justo até em fazer rodízio das terras. Porém não dispensou a tirania e inventou o que veio a ser chamado posteriormente de "ESTADO de SITIO" na sua Utopia. Até mutilações de ESCRAVOS o HUMANISTA Thomas More propôs em sua tão elogiada Utopia. ...hehehe!

Bem, o cristianismo foi inspirado na baboseira de Platão e mesmo More admite isso em sua Utopia. Platão é aquele que afirmava que havia homens com ouro, prata e bronze na sua constituição e que os "de ouro" deveriam governar, os "de prata" seriam soldados e os "de bronze" trabalhariam para sustentar esses "maravilhosos".

Foi de Platão a ideia da IMORTALIDADE da ALMA, antes tal inexistia. O Paraíso foi sincretizado da ideologia dos bábaros com o seu WALHALLA (algo assim).

O FEUDALISMO implantado pelo cristianismo tornou os trabalhadores em SERVOS (escravos) e a nobreza e o clero em PARASITAS. inicialmente os FEUDOS não eram propriedades, pois terras não deveriam ter donos (eram os meios de produção).

É inegável que Marx sincretizou com o cristianismo e repetiu a história: roma inventou o cristianismo quando o PODER político se via em apuros. Então jogou pobres x ricos e introduziu uma moral POLITICAMENTE CORRETA bem PIEGAS (como atualmente) para glorificar a auto renuncia, a covardia, a pobreza, a RESIGNAÇÃO diante do PODER ESTABELECIDO, a frouxidão e etc.. Enfim, o OBJETIVO era FAZER o POVO SUBMISSO.

SUBMISSÃO é o objetivo das ideologias e não por acaso ISLÃ é SUBMISSÃO. Os profetas mandam, arbitram, e os imbecis se SUBMETEM a estes MANÌACOS com suas IDEOLOGIAS SAFADAS e IMBECIS.

..e tontos dizem que comunismo é ateu ...tóim tóim ...hehehe!