segunda-feira, 15 de maio de 2017

Moro advertiu Lula sobre ameaças às autoridades

O tiranete foi advertido por ter feito ameaças a procuradores, juízes e à imprensa:


Nos 15 minutos finais do interrogatório do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, feito pelo juiz federal Sérgio Moro, nesta quarta-feira, 10, em Curitiba, o magistrado questionou o petista sobre cinco fatos que podem caracterizar tentativa de intimidação às autoridades da Operação Lava Jato e advertiu o réu sobre a conduta “inadequada”.

São episódios de declarações públicas, em que Lula disse que poderia um dia “mandar prender” os procuradores da República que o investigam, que “lembraria dos delegados” que o conduziram coercitivamente, em março de 2016, que só ele poderia “brigar” com a Lava Jato, além de processos movidos contra testemunhas, investigadores e até “o próprio juiz”.

O interrogatório começou às 14 horas do dia 10, com um frio de 13 graus e uma leve garoa. A sede da Justiça Federal, no bairro Ahú, sitiada por um exército de policiais militares acionados para evitar protestos dos cerca de 20 mil manifestantes – a maior parte, membros do MST e de centrais sindicais – que foram a Curitiba, em defesa do petista. (Continua).

2 comentários:

Anônimo disse...

Um direito desses pangarés que passaram por lavagem cerebral ou beneficiados pela mafia peStista, em extinção, movidos a mortadela + 50,00: defender o bandido preferido deles, tchê!
Cada facção tem o seu Beiramar, ou Elias Maluco ou Marcola...

Anônimo disse...

"evitar protestos dos cerca de 20 mil manifestantes – a..." hããã?! Em qual Curitiba teve esse monte de pelegos?! Kkkkkkkkk