segunda-feira, 29 de maio de 2017

O golpismo das celebridades em Copacabana

Artistas são competentes em suas áreas, em geral, mas em política são quase sempre ideologicamente estúpidos - todos politicamente corretos, esquerdistas e ignorantes em relação à Constituição. A manifestação pelas "diretas já" em Copacabana reuniu alguns exemplos típicos dessa ignorância. A propósito, segue texto de Percival Puggina:


Quando se trata de juntar gente para dizer que o povo comparece a seus eventos, a esquerda reúne companheiros de viagem, pilotos de vôo pelos ares da utopia, figurinhas carimbadas, cantores, atores, músicos e promovem grande espetáculo. Alguma conta no exterior paga os cachês ou o crédito fica gerado e certificado para futuros resgates.

Então, pequenas multidões são atraídas pela oportunidade de um show que seria totalmente grátis não fora o dever de escutar discursos políticos proferidos por pessoas cujo pouco conhecimento enche a paciência antes de encher uma xícara de cafezinho. Sem artistas e celebridades, vai-se o público. Cria-se, então, um insolúvel mistério: quem é que estava ali, mesmo? A permanência dessa dúvida nos eventos da esquerda é uma clamorosa denúncia do esvaziamento de suas pautas e de sua credibilidade.

A concentração ocorrida em Copacabana neste último domingo reuniu numa dessas aglomerações algo entre 10 mil e 30 mil pessoas. A turma do palanque queria diretas já. Ali estavam, pelo que li, Caetano Veloso, Criolo, Mano Brown, Maria Gadu, Milton Nascimento, Gregório Duvivier, Sophie Charlotte, Daniel Oliveira, Maria Casadeval, Antônio Pitanga, Bete Mendes e Zezé Motta. Não sei se alguém se deixa conduzir pelas posições políticas desse pessoal, mas o evento em si, misturando música, dança de rua e diretas já, como afirmei antes, tem o peso político de uma rolha.

Por outro lado, os oradores, ao apelarem para a ruptura com a ordem constitucional, alegam uma suposta ilegitimidade do Congresso para cumprir o preceito que determina eleição indireta se a vacância ocorrer depois da primeira metade do mandato presidencial. Ora, a legitimidade do Congresso só foi contestada pelo PT após o impeachment da presidente Dilma; e se ele é ilegítimo para cumprir o preceito constitucional e promover a eleição indireta, onde irá buscar legitimidade para alterar a Constituição e romper a periodicidade das eleições presidenciais?

Sublinhe-se: foi para evitar casuísmos golpistas, voltados a atender interesses de oportunistas como os que recheavam o palanque de Copacabana, que os constituintes de 1988 definiram a periodicidade das eleições como cláusula pétrea da Carta maior da República.

Mas não podemos querer que a turma daquele palanque entenda e se conforme com isso, não é mesmo?

6 comentários:

Anônimo disse...

O problema é que ¨celebridades¨ atraem muito trouxas!! E o Brasil tem a maior concentração de trouxas per capta do planeta!! Aí já vi!!!

SEMPRE mais do MESMO disse...

Eis um fato narrado por Percival:

"Alguma conta no exterior paga os cachês ou o crédito fica gerado e certificado para futuros resgates."

Ora, não é recente o fato de artistas estarem sempre agarrados aos donos do Poder visando algum benefício pecuniário ou outro tipo de vantagem e privilégio.
Nietzsche ainda no sec XIX não deixou isso passar em branco e registrou que a classe artistica sempre bajula aqueles que estão no Poder a fim de obter vantagens.
- Trata-se de atividade das mais banais que há: até animais e crianças de 3 ou 4 anos conseguem maestria em tal atividade.

Não é por acaso que inventam incontáveis meios de se premiarem e não se cansam de elogiarem a "nobreza" de tal atividade reivindicando uma SUPREMACIA PROFISSIONAL como forma de comnpensarem a própria percepção sobre a atividade que exercem. Ora, sem a contribuição de outros propfissionais, da eletrônica principalmente, os atuais artistas não ganhariam nem para um lanche.

O descaramento é característica de pulhas e em tal classe profissional eles puLULAM em êxtase da canalhice ao faturarem milhões e se enriquecerem estrondosamente, inclusive através de privilélios fiscais e verbas estatais para corrompe-los, ao mesmo tempo que fazem discursos sobre a igualdade e contra a ganância dos ricos (muito menos ricos que estes pulhas).

É asqueroso ver um ator, cantor ou apresentador recitando perorações sobre as desigualdades sociais enquanto reivindica privilégios fiscais e verbas para a "cultura" (diga-se lazer/diversão) para mais se enriquecerem com recursos que deveriam ser aplicados em saúde pública, saneamento, instrução e segurança.

Nietzsche não errou ao dizer que artistas estão sempre ao redor dos poderosos a fim de obterem benefícios. Bajulam canalhas, dizem-se paladinos da democracia e até da liberdade enquanto tecem loas a Fidel Castro, Chaves e a funesta ideologia socialista que ensejou GENOCÍDIOS onde se instalou plenamente, além de impor a miséria aos povos dominados enquanto os líderes e mesmos seus lacaios do meio artistico se fazem nababos ou privilegiaqdos ante populações escravizadas em nome da fraude que lhes promete igualdade material e lhes impõem a mais abjeta desigualdade, não só material, mas sobretudo social, ao impor uma hierarquia social que estabelece uma hierarquia de classes absolutamente rígida, construindo um APARTHEID de CASTAS e não de raças. Assim os indivíduos, sob o Socialismo, só podem prosperar com a anuência das classes mais altas ou será tolhido, oprimido, para manter-se onde esta.

Canalhas, é o mínimo que se pode dizer de tais farsantes que falam em democracia vestidos com a estampa de Che Guevara, que falam de igualdade material enquanto se enriquecem com verbas e privilégios governamentais, não só pecuniários oficiais mas também outros privilégios oficiosos.
CORRUPTOS!!! ...CRÁPULAS!!! ...é o que se pode dizer destes PULHAS!!!

Anônimo disse...

PORQUE NENHUM DESSES ARTISTAS VÕ PARA CUBA, CARACAS, PYONGYANG NEM A PASSEIO, miisprica!
Esses ARTISTAS são simplesmente MERCENARIOS, OPORTUNISTAS, GENTE REGIAMENTE PAGA PARA DEFENDER O INDEFENSÁVEL, e poderiam ser o que as PROSTITUTAS fazem para ganhar dinheiro!
Eles são também CARRASCOS do povo, querem ver todos FUDIDOS, NA PIOR, por ajudarem a colocar um regime que nem eles mesmos não aprovam para si, mas propaganda por dinheiro, já sabe, né?...
Para começar, nenhum deles vive na periferia e os que defendem, fora a casta DOS BURGUESES do PARTIDO COMUNISTA, INCLUSIVE ELES MESMOS, querem apenas muito dinheiro, passar bem em resorts e ilhas paradisíacas, ostentando luxo e serem rodeados de lindas mulheres (ou homens, conforme o caso).
Onde mora Chico Buarque, por ex?
Pariiiiiiissss!
Vá prá Havana, Chico esquerdinha caviar!

SEMPRE mais do MESMO disse...

Vemos que reagir ao MST, MTST, assaltantes, ladrões e baderneiros em geral é tratado como anti democratico, coisa de malvadão feioso:

Reagir é coisa feia e até pecado.

Bonito é dar a outra face em vez de reagir.
Bonito é amar o seu inimigo, é dar a capa a quem te pede a túnica.
Bonito é o servo amar o seu senhor, sobretudo os maus. Não há mérito em amar os bons.
Bonito é "se roubarem o que é teu, não o reclames"
Nada de reagir ao mau: "não resistais aos maus" ...está escrito.

Esse foi o primeiro desarmamento que a história registrou: o DESARMAMENTO MORAL para tornar o povo RESIGNADO, INOFENSIVO, COVARDE e SUBMISSO.

A SUBMISSÃO ou ISLÃ não é uma ideologia fruto do mero acaso. Exatamente por isso os governos ocidentais tentam implacar o ISLÃ como nova ideologia. Este, seuis séculos mais jovem, possui ainda grande quantidade de militantes "guerreiros" cuja a intenção é a conquista.
Os islâmicos ainda cultivam prioritáriamente a MORAL do GUERREIRO porque a intenção ainda é a da conquista.
No ocidente as massas exercitam a MORAL do ESCRAVO exatamente porque os governos se davam por satisfeitos com seu rebanho popular e não pretendiam mais conquistar novos povos, mas apenas manter a conquista de seu próprio povo.

Daí que no ocidente a propaganda foi apenas da MORAL do ESCRAVO.

Já os islâmicos desenvolveram a pretensão de conquistar o ocidente, com a conivência e recomendação da esquerda que previu há muito que o Socialismo ruiria por si só. Com isso enfraqueceria o Poder dos Estados, o Poder político.

DAÍ que já na década de 70 a esquerda dirigiu-se ao mundo islâmico e estabeleceu a prioridade na propaganda da MORAL do GUERREIRO por aquelas bandas.

Não foi mero acaso o fortalecimento de Komeini e a revolução islâmica no Irã. A derrubada do Xá não foi um ato isolado, mas já uma escolha por uma ideologia mais fácil de exercitar a MORAL do GUERREIRO para favorecer a conquista do ocidente através de fanáticos revolucionários embriagados com a possibilidade de imporem sua ideologia.

Os governos estão quebrados; as dívidas públicas estão impagáveis e mesmo os rendimentos dos credores estão sob ameaça. A PIRÂMIDE ou corrente da felicidade do ENDIVIDAMENTO ESTATAL está começando a trincar. A invenção dos DERIVATIVOS veio como um meio de manter o sistema bancário de pé sem recorrer a inflação de moeda e consequente elevação generalisada de preços.

A nova PIRÂMIDE ou CORRENTE da FELICIDADE dos DERIVATIVOS não terá vida muito longa e os governos (DONOS do PODER ocultos na política) sabem muito bem disso e precisam de convulsões para safarem-se.

Repete-se o que ocorreu para impor o FEUDALISMO no OCIDENTE na derrocada do IMPÉRIO ROMANO.
- Uma nova IDEOLOGIA de Estado (Ideologia = conjunto/estudo de idéias que alegam levar a um FIM SUPREMO ou OBJETIVO REDENTOR)
- A união de estamentos políticos com os BÁRBAROS, atualmente os novos bárbaros ISLÂMICOS.
- Na sequência virá a imposição de lideranças ideológicas e a imposição da SERVIDÃO à população civil. Exatamente como chegou-se ao FEUDALISMO e a HIERARQUIA de governantes com títulos de nobreza amparados pela propaganda dos formadores de opinião, antes o CLERO e agora a MIDIA (TVs, jornais e artistas difusores da ideologia totalitária).

A FARSA TENTA SE REPETIR COMO HISTÓRIA ...vai conseguir?

Anônimo disse...

Comentário acima do SEMPRE mais do MESMO :

Cara, você está coberto de razão. A história não tem só dois lados, esqueceram da FARSA. Você foi, é e será enganado. Em resumo, penso que a farsa conseguirá pois tudo conspira a favor dos farsantes. Por ora, sem novidades.

Índio/SP

SEMPRE mais do MESMO disse...

.
Eu tb concordo com vc que é bem provável que a farsa se repetirá.

Uma leitura em textos milenares se percebe que o animal humano é ainda o mesmo, apenas mais adestrados em truques.

Assim foi possível porque o ser humanos desenvolveu uma linguagem eficiente e até meios de acumular conhecimento. Desta forma não precisa reinventar a roda e com isso desenvolve mais conhecimentos de "truques": pode fazer calculos mais complexos, tem "menória" estocada e etc.

Essa é a única vantagem do ser humano ante os animais: ele desenvolvou linguagem eficiente e meios de estocar conhecimento. Porém a racionalidade é a mesma dos asnos.