quinta-feira, 18 de maio de 2017

Temer deixa o país sem presente e sem futuro. E ainda pode piorar...

Eliane Cantanhêde comenta o escândalo que atinge a presidência da República:


O Brasil, pobre Brasil, acaba de dar mais uma cambalhota mortal. Após uma semana de boas notícias na economia, com as reformas andando e justamente a 20 dias do julgamento da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o presidente Michel Temer despenca no escuro, deixando o País sem presente e sem futuro.

Temer foi estupidamente flagrado estimulando a compra do silêncio do ex-deputado e atual preso Eduardo Cunha e favorecendo a JBS com benesses de governo, enquanto um assessor direto, o deputado Rocha Loures, é filmado recolhendo uma mala com dinheiro vivo.

Não bastasse, a Polícia Federal também filmou o senador tucano Aécio Neves, presidente de um partido-chave na sustentação política de Temer, pedindo R$ 2 milhões para Joesley Batista, da JBS. E mais: os policiais puseram um chip na dinheirama e descobriram que ela foi parar nas contas do também senador Zezé Perrella (PMDB), de Minas.

Não bastasse, o filme de terror fica ainda mais assustador quando se lembra que Perrella é um velho personagem das páginas policiais, sobretudo quando um avião de propriedade de sua família foi capturado carregando cocaína.

Tudo parece tão absurdo, tão realismo fantástico, que o mínimo que se pode dizer é que a realidade está superando a ficção no Brasil, que já passou pelo impeachment de Fernando Collor e acaba de sair do impeachment de Dilma Rousseff em meio à maior crise econômica da história.

A nota do Planalto para reagir a tudo isso lembra alguém tentando combater um incêndio de grandes proporções com um copo d’água. Ficam, portanto, três sérias ameaças a Temer, além dos gritos de renúncia que ecoam: uma guinada do TSE rumo à cassação do mandato, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), acatar o pedido de impeachment ou, simplesmente, a PGR e o Supremo processarem o presidente.

Pela Constituição, presidentes só não podem ser processados por crimes alheios e anteriores ao mandato, o que não é o caso. E, também pela Constituição, se Temer cair agora, o presidente da Câmara assume e convoca eleições indiretas. Sabe o que significa? Que os deputados que elegeram Eduardo Cunha para a presidência da Câmara e os senadores que içaram Renan Calheiros para a do Senado vão eleger o novo presidente da República. Só rezando...(Estadão).

3 comentários:

Anônimo disse...

Artur Nogueira diz:
Ah, então, a crise volta a nos visitar. Aliás, ela é contumaz. E que será que o povo pensa disso tudo? O quanto esse povo brasileiro não foi vilipendiado, roubado, enganado, manipulado por essa súcia travestida de agentes públicos, políticos, empresários, instituições, etc. etc.
Há quanto tempo você , cidadão de segunda ou terceira categoria- o de primeira não vale(só benesses e privilégios), está de pires na mão, está de paletó curto, está pela hora da morte, em busca de emprego, segurança, saúde, justiça(rs,rs, rs), etc, etc..
Na “república dos mandarins” onde uns são mais iguais que outros- não importa o verniz ideológico ou partidário, o que sempre vingou, vigorou foram as práticas amorais, imorais, ilegítimas e usurpadoras. O que sempre prevaleceu foi a pilantragem. Isso vale para as três instâncias- municipal, estadual e federal.
Falar aqui , de novo, que a bandalha , ou que a corja que esteve no poder após a “diretas já” contribuiu e muito para que o país chegasse onde chegou(mas o poço é mais profundo) é como se diz “chover no molhado”. É lógico que a esquerda vai tirar muito mais proveito dessa crise moral. Se todos são desonestos, então não há ninguém honesto.
E mais uma crise aí está. Serão julgados e presos os Lulas da Silva, os Aécios, os Renans, as Dilmas da vida??? E os corruptores ? E o dinheiro desviado?? O poder judiciário vai cumprir seu efetivo papel e parar de bancar o “cego em tiroteio”?? Vai , como de costume, empurrar toda essa sujeita para baixo do tapete ?? Vai punir devidamente os envolvidos neste esquema tenebroso de corrupção??
Mas não adianta ficar em discussões estéreis. Agora, não adianta ficar em discussões de boteco. Não adianta pedir pro bispo - elé é da CNBB, comunista...Não adianta ficar na lenga-lenga do deixa disso, dizer que foi sempre assim. Agora, o povo brasileiro têm que dar sua contribuição. Fazer valer seu voto, sua consciência, seu valor de cidadão e definitivamente, expulsar, banir da vida política essa corja que tanto vêm fazendo o mal aos cidadãos de bem e ao país que deseja ser Nação. Sempre foi e assim será. Quanto mais o povo se omite ou se auto engana, mais se afunda no brejo anti-democrático.

AHT disse...

E tem mais, não adianta bradar "Voltem militares, voltem e recoloquem ordem no Brasil!".

Basta o que os militares, ao perceberem que não davam mais conta do recado, tiraram a tropa do campo e entregaram de bandeja as Instituições para uma corja de políticos. Alguns já morreram (o primeiro foi o vovô do Aécio, o Tancredo) - porém, muitos dos novos políticos foram alunos dos velhos das "Diretas Já", da "Redemocratização" e Constituição de 1988 (a pior de todas?). Os políticos replicados e replicando à semelhança dos velhos sanguessugas da Nação, evoluíram e criaram um novo estilo de "democracia": a corrupção democrática e fraterna entre todos os políticos. Ora, para essa enorme corja, partidos servem apenas para atender formalidades das Leis e, “sem esse bla bla bla de valores, princípios, conteúdo programático e objetivos”.

As consequências de 21 anos de governos militares são refletidas até hoje e redundou nessa terrível Crise iniciada em 1985, com a posse do Coronel Sarney na Presidência da República. O Lula apenas foi um baita acidente de percurso que o FHC possibilitou. A Dilma, simplesmente uma tragédia de responsabilidade do Lula. O Temer, um legislador maneiroso na fala e gestos com as mãos, um que enganou quase direitinho, no máximo se parecendo como "meio-corrupto, mas tudo pelo bem do país” - e, da mesma forma que não existe mulher "meio grávida", corrupto é.

E deu no que está dando e estamos presenciando ao vivo e a cores.

Quando vamos deixar de ser apenas expectadores e comentaristas de nossas próprias tragédias?

Paulo disse...

E agora quem os bravos bananeiros vão colocar a culpa das desgraças?? Nas urnas eletrônicas?? Nos americanos ¨malvádus¨ e imperialistas?? No ¨gólpi¨?? Em Portugal que cobra o quinto?? No regime militar?? Nos Bancos?? Nas elites?? No juiz que não deu o penalti?? Ou vão assumir de vez que são uns fracassados com prioridades idiotas escondidos atrás de um ufanismo barato que construíram um arremedo de nação/país que é uma verdadeira piada no mundo??