segunda-feira, 26 de junho de 2017

Janot denuncia Temer por corrupção passiva

Pela primeira vez na história, um presidente é denunciado em pleno exercício do mandato. A conferir no que vai dar:


O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, encaminhou na noite desta segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) denúncia por corrupção passiva contra o presidente da República, Michel Temer (PMDB), com base nas investigações desencadeadas a partir das delações da JBS. Esta é a primeira vez na história do país que um presidente é denunciado no exercício do mandato.

“Entre os meses de março a abril de 2017, com vontade livre e consciente, o presidente da República, Michel Miguel Temer Lulia, valendo-se de sua condição de chefe do Poder Executivo e liderança política nacional, recebeu para si, em unidade de desígnios e por intermédio de Rodrigo Santos da Rocha Loures, vantagem indevida de 500.000 reais ofertada por Joesley Mendonça Batista, presidente da sociedade empresária J&F Investimentos S.A., cujo pagamento foi realizado pelo executivo da J&F Ricardo Saud”, afirma trecho da denúncia. Em outra parte, Janot diz que Temer e Loures, “em comunhão de esforços e unidade de desígnios, com vontade livre e consciente, ainda aceitaram a promessa de vantagem indevida no montante de 38 milhões de reais.”

A denúncia oferecida pelo PGR não pode ser instaurada diretamente no STF. O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato na corte, deve enviar a acusação para a Câmara, que decidirá se autoriza ou não a abertura do processo contra o presidente. Para isso, é preciso a aprovação de dois terços dos 513 deputados.

Referindo-se a investigações no STF por corrupção passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro sobre integrantes do chamado “PMDB da Câmara”, do qual Temer é o maior expoente, Janot afirma que “os fatos devem ser analisados no contexto da organização criminosa aqui mencionada, com especial atenção para o núcleo do PMDB da Câmara. As práticas espúrias voltadas a atender interesses privados, a partir de vultosos recursos públicos, não se restringem àqueles reportados na denúncia ora ofertada. Percebe-se que a organização criminosa não apenas esteve em operação, em passado recente, como também hoje se mantém em plena atividade”. (Veja.com).

2 comentários:

Anônimo disse...

Pirado 3 minutos atrás
- Segundo Janota Idiota, O TEMER LUDIBRIOU A DIRMA NO ESCURINHO DO JABURU!! E DEPOIS DE LUDRIBIÁ ELA, ELE AINDA TASCOU UM BELO E FEIO CHUTE NO TRASEIRÃO GORHDO DELA, ATRAVÉIS DO IMPICHE!!! CERTO TÁ O JANOT: O TEMER LUDRIBIÔ A DIRMA E SEUS 54 MILHÃO DE OTÁRIOS, DIGO, ELEITORES!!!

Anônimo disse...

Janot: deixe dessa, seu janota, pois já nota que teria feito perseguição SELETIVA em favor das esquerdas contra Temer!
Onde estão os outros cangaceiros de Lulampião que deveriam há muito tempo estarem denunciados e presos?
Por que nunca denuncia proporcionalmente Temer que era vice, enquanto Dilmerda e o resto da quadrilha estariam acobertados?
Faltou pouco para aqui não ser Venezuela II com Trmp que disse que irá enfrentar o comunismo em breve o tirano Maduro seja desempoleirado, posto fora aos pés no rabo do poder!