domingo, 9 de julho de 2017

A genial descoberta de Dilma: sem dinheiro não há corrupção.

Só as universidades sabem interpretar o dilmês.
Augusto Nunes faz troça da aula inaugural de Dilma na URFGS (outro antro ideológico, pelo menos nas humanidades), onde acabou, como de hábito, espancando a lógica com seus dois neurônios:


Depois de ensinar ao Brasil o que é uma casa e uma ponte, revelar que atrás de toda criança existe um cachorro, inaugurar a figura da mulher sapiens e saudar a mandioca (“uma das maiores conquistas do Brasil”), Dilma Rousseff anunciou em Porto Alegre sua mais recente descoberta histórica. Durante uma apresentação na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, a ex-presidente explicou em dilmês castiço que sem dinheiro não há corrupção. O que deveria ter sido uma aula inaugural acabou se transformando em mais prova da inexistência de raciocínio lógico em cabeças habitadas por um neurônio solitário.
O que qui é qui leva à corrupção? Leva à corrupção várias coisas, mas sem sombra de dúvida uma delas é dinheiro. Sem sombra de dúvida, o qui as pessoas querem é dinheiro. I é esse processo nós temo de discutir como é qui ele se dá, porque senão fica uma coisa um tanto o quanto subjetiva e fundamentalista. Querem dinheiro. Daonde vem o dinheiro? O dinheiro vem de quem ganha dinheiro. Por que qui é… que era uma coisa que me intrigava… o que qui é que querem… que quer… financiamento escondido? O que levá a… a… a… a um grupo político falar não, eu não quero dinheiro contabilizado. Duas coisas: ou ele vai embolsá ou quem tá dando não qué declará. Porque não tem três coisas. Pode ter até uma terceira coisa que eu não sei. Mas é o que eu suponho. (Veja a triste cena aqui).

6 comentários:

Anônimo disse...

A oligofrênica já pode ser presa: já está de mãos ao alto! Os outros também mereciam ser detidos para uma boa investigação, têm jeito de cúmplices.

Anônimo disse...

Que muié inteligente, sô!
Cultura é outra coisa numa pessoa, e a Venezuela no estado em que se encontra é o estado de uma nação com duendes comunistas quando governam um país!
A nação rapidamente passando para o primeiro mundo, e causando inveja e assombro até dos EUA, Alemanha, Japão etc!...

Gaudêncio (Bagé - RS) disse...

Pelo visto, quando assiste ao vivo e a cores a Dilma elucubrando de improviso, esse esquisito "mundo acadêmico" deve sentir uma espécie de prazer sexual somente possível quando o solitário neurônio falante é vidrado numa masturbação...

Alexandre Sampaio disse...

São Paulo, 10 de julho de 2.017

Prezado Sr. Tambosi,

A besta-fera estava no lugar errado. Deveria estar perante uma junta de psiquiatras e alunos para ser estudada. É a prova cabal, viva, de que comunismo é doença mental.

Anônimo disse...

CANTA A MÚSICA:
Um sujeito comunista,
Bom sujeito não não é,
É ruim da cabeça,
Ou doente dos pés!

Suely disse...

E tem trouxa que assiste...e até paga para ouvir a pessoa vomitar sandices.