terça-feira, 4 de julho de 2017

No Datafolha, não existe pecado do lado esquerdo do Brasil.

Pesquisa do Datafoice, ops, Datafolha garante que "bondosos progressistas lutam para salvar o país dos brucutus da direita". Texto de Augusto Nunes:


O resultado da pesquisa divulgada nesta segunda-feira pelo Datafolha valeu manchete: APOIO À ESQUERDA SOBE E REPÕE EMPATE IDEOLÓGICO, grita a primeira página da Folha. A crescente adesão a “idéias próximas da esquerda” é reiterada por três quintos da página 4, que detalha a fórmula usada para chegar-se à histórica descoberta. Espalhados por 194 cidades, os pesquisadores do instituto pediram a 2.771 entrevistados que escolhessem uma de duas opções sobre 16 temas. Pena que dois exemplos bastem para demonstrar que a sopa de porcentagens é intragável para paladares capazes de distinguir os sabores do sal e do açúcar.

No primeiro exemplo, o Datafolha decidiu que é de esquerda quem acha que a pobreza “está ligada à falta de oportunidades iguais”. Essa é a resposta que identifica um “progressista”. São de direita os 21% que imaginam que o fenômeno “está ligado à preguiça de pessoas que não querem trabalhar”. Essa resposta exibe a face escura de um “conservador”. No item que trata de migração, a maioria de esquerdistas (70%) entende que “pobres que migram contribuem para o desenvolvimento da cidade. Os 24% de direitistas acreditam que “pobres que migram acabam criando problemas para a cidade”. Haja reducionismo.

A soma das opções disponíveis garante que, no país imaginário do Datafolha, bondosos progressistas lutam para salvar a nação dos brucutus conservadores. No Brasil real, até os doidos de hospício sabem que a corrupção impune foi institucionalizada pelos vigaristas do PT fantasiados de guerreiros do povo brasileiro, e mantida por delinquentes do PMDB que nunca foram de esquerda, nem de centro e nem de direita. Esses ajuntamentos de ladrões jamais perderam tempo com reflexões ideológicas. O que eles sempre quiseram foi roubar sem perigo de cadeia.

Dividir um país como o Brasil de 2017 em esquerda e direita é maluquice de viúva da Revolução Francesa. Os devotos de simplificações indigentes fariam melhor se separassem os moradores da Terra em duas tribos: a dos homens honrados e a dos corruptos sem cura.

3 comentários:

Anônimo disse...

Artur Nogueira diz:
O termo é antigo...mas vocês sabem o que é jabaculê???ou simplesmente jabá??
Esquerdistas da esgotosfera cara-de-pau(olha a redundância) tais iguais a esse panfleto da esquerda denominado FSP, malandros e cínicos tal qual os políticos, empresários que adoram mamar nas tetas do Estado e também a intelectualidade, sindicalistas, "obreiros dos movimentos sociais " e fanáticos funcionários do Estado, além de uma parcela do povo, todos devotos da seita......tudo e todos pela "causa"....desde que role um jabaculê, como se dizia antigamente.
Essa turma gosta mesmo mesmo é da bandalheira. Brasil, país moralmente falido.

Anônimo disse...

Já foi a bolha, a falha, hoje é a trolha de S. Paulo, inútil e desinformativa.

Anônimo disse...

Eu duvido que 70% da população é à favor de migrantes é tudo falseado,fazem pesquisas nas planilhas de sua mesas e depois apresentam para a Globo fazer
lavagem cerebral,infelizmente esta desinformação está ocorrendo no mundo todo
é preciso que se faça uma CPI nestes institutos de pesquisas.