quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Brasileiros são contra ideologia de gênero na escola

Pesquisa mostra que 87 por cento da população é contra a presença dessa nefasta ideologia na escola. A rejeição é maior entre os que têm nível superior, relata a Gazeta do Povo:


Oitenta e sete por cento dos brasileiros são contra o ensino da ideologia de gênero em sala de aula, de acordo com um levantamento feito pelo Paraná Pesquisas com exclusividade para a Gazeta do Povo. 

A pergunta feita foi esta: "A teoria de que uma pessoa pode escolher o próprio gênero deve fazer parte do currículo escolar? " 

Dos entrevistados, 87% responderam negativamente, 8,6% responderam positivamente e 4,4% não opinaram.

Pesquisa

A teoria de que uma pessoa pode escolher o próprio gênero deve fazer parte  do currículo escolar?

Fonte: Infografia: Gazeta do Povo. Fonte: Paraná Pesquisas. Metodologia: foram entrevistados 2.365 brasileiros, residentes em 188 municípios e em 26 Estados e Distrito Federal. Tal amostra representativa do território nacional atinge um grau de confiança de 95,0% para uma margem estimada de erro de aproximadamente 2,0% para os resultados gerais. Infografia: Gazeta do Povo.

Ao todo, 2.365 pessoas, de todas as unidades da federação, foram ouvidas entre 11 e 16 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Consideradas todas os sub-grupos (sexo, idade, nível educacional, região e situação econômica), o apoio à ideologia de gênero nunca ultrapassa os 11,4%. Curiosamente, o grupo com maior apoio ao ensino do tema é o dos com 60 anos ou mais. 

Entre os jovens de 16 a 24 anos, o não obteve 85,9% das respostas. A maior rejeição ficou no grupo de 35 a 44 anos (91,3%). 

A rejeição à ideologia de gênero também cresce conforme a escolaridade aumenta: 83,7% entre os que têm nível fundamental, 88,6% no grupo que tem ensino médio e 90% entre as pessoas com nível superior. 

Na divisão por regiões, o maior apoio à ideologia de gênero está no Sudeste (10%). O menor, no Nordeste (6,7%). No Sul, o apoio é de 9,4% e, no norte e no Centro-Oeste, que contam como uma região única para os efeitos da pesquisa, é de 7%.

3 comentários:

Anônimo disse...

Ideologia transgênero - a única coisa em que a esquerda ainda consegue se escorar, *agando e andando para o repúdio popular.

Anônimo disse...

SÓ MESMO OS TARADOS DAS ESQUERDAS APOIANDO COISAS DE DINOSSAUROS!
Duvido que para as familias deles aceitem uma dessas!
Para mentes desajustadas, desequilibradas, revolucionarias e desejosas de converterem a todos em legiões de zumbis até que cola, mas já explicado.
Duvido que para as familias dos chefões comunistas aceitem uma dessas!
Onde uma criança desde a mais tenra idade conceberia uma tara dessa, senão uma artimanha para OS VERMELHOS DESTRUIREM AS FAMILIAS E CAOTIZAR A SOCIEDADE?
Isso é para manter sempre o povo alienado e encabrestado!
Querem que a vítima disso fique por toda a vida desorientada e torne um desse malucos por aí, serial killers ou terroristas como são os gangsters comunistas que propõem uma aberração dessa, atentando contra a Ordem Natural criada pelo Senhor Deus - só mesmo uns desnaturados, como eles!

SHAMI disse...

quo vadis
Enquanto isto MARCHAS DE MILHARES DE PESSOAS contra a ideologia,etc nas escolas no EQUADOR,PARAGUAI E CHILE percorrem as ruas.

eu não guento