quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

A magia do comunismo

Carlos Rodríguez Braun considera notável o poder de transformação que a propaganda comunista continua exibindo. Antes se vendia o comunismo como o sistema econômico que trazia maiores benefícios. Agora o comunismo é vendido como defensor dos direitos humanos, do feminismo, da diversidade etc. Texto publicado no Instituto Cato:


Uno de los esfuerzos más notables de prestidigitación en el mundo de las ideas ha sido y sigue siendo la propaganda comunista. Lo primero que hicieron los comunistas fue insistir en que su sistema era mejor que el capitalismo, porque brindaba no solo libertades políticas sino beneficios económicos. En serio. Y, en serio, durante décadas numerosos intelectuales occidentales difundieron semejante patraña (puede verse: Paul Hollander, Los peregrinos políticos).

Finalmente, y con increíble retraso, el camelo se reveló como tal, y se vio que el comunismo había sido lo contrario de lo que pregonaban sus epígonos: sistemáticamente se tradujo en dictadura política y miseria económica. Entonces, la estrategia cambió. Los comunistas se volvieron defensores de los derechos humanos, del feminismo, del medio ambiente, de los pueblos indígenas y de la democracia, es decir, de todos los objetivos que se ocuparon de masacrar en todos los países donde se aplicó el comunismo. Ese esfuerzo de engaño también tuvo éxito: mucha gente lo cree, igual que mucha gente cree que lo malo del comunismo es solo el estalinismo, o que el comunismo es bueno porque combatió al fascismo.

Otro variante de la magia comunista es alegar, créase o no, que lo malo del comunismo es culpa del capitalismo: en serio, hablan de “capitalismo de Estado”. O aseguran que el comunismo, a pesar de sus innegables crímenes, sirvió para “suavizar el capitalismo” mediante la intervención del Estado, un camelo sin base alguna, precisamente porque dicha intervención no tuvo que ver con la protección del capitalismo sino con la usurpación política de la riqueza creada por empresarios y trabajadores.

Cuando se les enfrenta a la realidad criminal en que se concretan sus ideas, y se rechaza la treta habitual de considerar al capitalismo solo en sus peores resultados, y al socialismo solo en sus mejores objetivos, los comunistas perpetran el arte supremo de la negación de la realidad: proclaman que los crímenes no fueron cometidos por comunistas. Un líder de la izquierda en España dijo que si un comunista era un asesino, entonces no era comunista. El blindaje tramposo es entrañable.

Pero en los países comunistas no se aplicó el capitalismo sino el comunismo, porque se limitaron o extirparon la propiedad privada y los contratos voluntarios del mercado. Millones de trabajadores, por eso, murieron de hambre. La magia no puede ocultarlos. Intentarán atribuírselos al capitalismo, cuando fueron víctimas de políticas claramente anticapitalistas. El espectáculo continuará. ¡Ale hop!

Este artículo fue publicado originalmente en La Razón (España) el 16 de febrero de 2018.

4 comentários:

Sempre Mais do MESMO disse...

A canalhice dos conservadores se expõe num artigo no instituto Mises Brasil. No artigo se dão a fofocas das mais baixas para assassinar a reputação dos libertários.

Conservadores possuem exatamente a mesma conduta dos esquerdistas, mentem, mentem e mentem descaradamente!

-
.
Os libertários defendem a LIBERDADE e apenas toleram opiniões e mesmo ações que NÃO IMPLIQUEM na SUPRESSÃO da LIBERDADE.
A alegação do autor é deliberadamente LEVIANA, mera FOFOCA tal e qual fazem esquerdistas.

INEXISTE esse apelo a tolerar tudo, por parte dos libertários. E PARA PROVAR ISSO BASTA QUE SE ATENTE PARA O PRINCÍPIO ÉTICO que NORTEIA o LIBERTARIANISMO:

O PRINCIPIO DO NÃO INICIO DA AGRESSÃO.

É fácil perceber que o autor não passa de um FOFOQUEIRO defendendo sua ideologia conservadora e COLETIVISTA. Sim, conservadores SÃO COLETIVISTAS porque além de defenderem o PODER ESTATAL o defendem como entidade com PLENO DIREITO SOBRE os INDIVÍDUOS "EM NOME do BEM COMUM".

Conservadores diferenciam-se dos socialistas apenas na posição no espectro do DIREITO de PROPRIEDADE.
Nem mesmo defendem o direito de propriedade pleno, pois "em nome do bem comum" (coletivismo) admitem violação ao direito de propriedade. Sempre um "BEM MAIOR" a justificar um MAL. ...SÃO COLETIVISTAS e tal e qual socialistas são FOFOQUEIROS MENTIROSOS.

Conservadores SÃO COLETIVISTAS e defendem um Estado interventor em nome do "bem comum".

Porém o "bem comum" é sempre o que eles ACHAREM que é o "bem comum".

Uma característica comum aos conservadores é o FANATISMO RELIGIOSO: Tudo é visto pelo ponto idológico e almejam IMPOR sua ideologia farisaica a todos através mesmo da censura e castigos aos divergentes.

São efetivamente sofredores da mesma doeça dos socialistas. Aliás estes plagiaram o moralismo ideológico dos conservadores.

Sempre Mais do MESMO disse...

.
Vide a aberração de almejarem valerem-se do PODER ARMADO do Estado para proibirem casamentos de gays.

Ora, se duas pessoas, consensualmente, desejam casarem-se para que tenham direitos pecuniarios mútuos (aposentadoria e herança), então isso não influencia em nada a vida alheia. Portanto não ha que ser proibido independentemente do que ACHAM os maníacos ideológicos conhecidos por conservadores.

O casamento desejado entre os gays é o civil e mesmo se alguma igreja ou templo de qq religião consentir em casa-los perante um deus qualquer, então NINGUÉM tem direito de proibir.

Conservadores são maníacos ideológicos e tal e qual esquerdistas ambicionam MANDAR na VIDA ALHEIA. Doentes mentais que ambicionam o CONTROLE da VIDA ALHEIA.

Anônimo disse...

Artur Nogueira diz:
Me desculpe invadir teu espaço para compartilhar esse texto do blog do administrador de empresas Stephen Kanitz : "Ninguém Ouviu o Conselho de Winston Churchill?"

Por que a nossa Direita, nossos Liberais, nossos Comunitários, nossos Democratas, nossos Cristãos, nossos Evangélicos, não ouviram Winston Churchill?
“Se você não lutar pelo que é correto quando se pode facilmente ganhar sem derramamento de sangue.
Se você não lutar quando o inimigo ainda está se organizando.
Poderá chegar o momento em que você terá que lutar com tudo contra você e apenas uma chance precária de sobrevivência.
Pode até ocorrer uma possibilidade muito pior.
De ter que lutar quando não há mais esperança, quando se torna preferível morrer do que se tornar escravo.”
O Brasil, ao longo desses anos, foi lentamente sendo aparelhado por intelectuais do PSDB e do PT totalmente despreparados para a missão de Administradores Responsáveis de Nações.
A maioria nunca ouviu sequer o termo, muito menos se interessou pelo assunto.
Uma classe conhecidamente arrogante, que acha que sabe tudo, tomou conta desse país por 25 anos e quase destruiu o Brasil.
E ninguém fez nada para impedir.
Mas essa esquerda continua nas universidades federais, na grande imprensa, na TV, nos livros, na nossa mente coletiva.
Lula, Dilma, Jaques Wagner, Sergio Gabrielli, Aloysio Mercadante, Nelson Barbosa, Guido Mantega, pretendem retomar esse país, se possível já em 2018.
E todos eles estão soltos, já tramando por aí.
Essa esquerda está momentaneamente desorganizada longe de derrotada, e cheia de grana.
A metade que está presa será solta daqui cinco anos, então todos voltarão a conspirar.
Esse é o momento de lutar pelo Brasil.
Pelo fim da espoliação do homem privado pelo homem público.
Pelo fim da espoliação do povo pelo intelectual esperto.
Pela Reforma da Previdência que escraviza todos, mas especialmente os mais jovens.
Se você é contra a espoliação do homem pelo homem, dos impostos jogados no lixo, pelas dívidas que nossos economistas contraem em nosso nome, lute.
Lute nas mídias sociais, mostrando sua revolta, contra-atacando sempre que for preciso, discutindo com afinco aqueles que ainda querem a escravatura de vocês.
Se você tem um amigo que apoia esses intelectuais, abra-lhe os olhos.
Se seu amigo insiste em lutar pela sua espoliação, pare de cooperar com ele.
Coopere mais com seus amigos de Direita, que eles merecem, e “menas” com os seus amigos de esquerda, que no fundo te odeiam.
Deixem os esquerdistas cooperarem somente com esquerdistas, eles jamais cooperaram com quem não fosse, perseguiam até.
E Lembre-se de Winston Churchill.

“Se você não lutar quando o inimigo ainda está se (re)organizando, vocês (voltarão) a ser escravos.”
É o que eu estou fazendo, todo dia.
Agora faça você também.
É sua escravidão e a de seus filhos que estão em jogo.

Mais uma vez , agradeço ao professor pela disponibilização do teu espaço.

Anônimo disse...

DORAVANTE, QUEM DARÁ O TOM SERÃO AS REDES SOCIAIS, POIS OS JORNAIS E REVISTAS INFELIZMENTE estão de mal a pior, muitos fechando as portas por terem se tornado veículos das esquerdas, pRomotores de lavagem cerebral pró comunistas -EMBORA EM PLENA DECADENCIA!
VAO ME DIZER QUE NÃO FORAM AS REDES SOCIAIS QUE DERRUBARAM O PT DO PODER, BANDO DE CAFAGESTES?