sábado, 12 de maio de 2018

Os militares e o documento da CIA

Questiona-se, entre outras coisas, a autenticidade do documento: "como a CIA poderia ter acesso a uma reunião ultrarreservada de quatro generais: o presidente da República, o chefe do Centro de Informações do Exército, o chefe do SNI e o ministro do Exército? Só se algum deles estivesse a seu serviço, o que é um absurdo total”. Artigo de Ruy Fabiano, via Blog do Noblat:


O meio militar - o Exército, sobretudo – recebeu com estranheza e indignação a divulgação de documento da CIA, datado de 1974, acusando os ex-presidentes Médici e Geisel, e por tabela o então chefe do SNI, João Figueiredo, que viria a sucedê-los, de autorizar a execução de adversários do regime.

Questiona-se, de início, a autenticidade do documento, divulgado e repercutido, segundo os militares, por ex-integrantes da Comissão da Verdade, instituída pelos governos do PT.

Ainda que autêntico, dizem eles, o que expõe é falso – e, nas palavras de um general de quatro estrelas, que pediu para não ser identificado, “pode ter sido gerado por um agente de baixa produtividade, que precisava justificar seu contrato. Nada garante seu conteúdo”. E diz mais esse general:

“O objetivo de trazer à baila um suposto acontecimento, não comprovado, de 44 anos atrás – e disponível já há alguns anos -, não tenha dúvida, é atingir a candidatura de Jair Bolsonaro. É ele o alvo, por sua origem militar e pela defesa que faz daqueles governos”.

Ele diz que o fato de o documento vir da CIA não o torna prova de nada: “Há fracassos históricos de informações vindas da CIA, a começar pelo episódio da Baía dos Porcos, nos anos 60”.

E pergunta: “Como a CIA poderia ter acesso a uma reunião ultrarreservada de quatro generais: o presidente da República, o chefe do Centro de Informações do Exército, o chefe do SNI e o ministro do Exército? Só se algum deles estivesse a seu serviço, o que é um absurdo total”, diz o general.

“É óbvio que se trata de uma avaliação açodada e conveniente”. E lembra que o fracasso do poder civil, “de que a Lava Jato dá testemunho”, consolidou o prestígio da instituição militar, que em todas as pesquisas de opinião pública figura no topo das mais acreditadas pela população.

“Isso faz ressurgir a narrativa esquerdista de que os acontecimentos pós-64 não tiveram apoio popular e configurariam mera perseguição política, como se não tivesse havido guerrilhas, assaltos a banco, sequestros de aviões e de embaixadores. Não há dúvida de que há uma orquestração, por parte de uma força política desmoralizada”, diz ele.

A denúncia veio à tona na quinta-feira, um dia depois de uma reunião em Brasília de alguns dos 73 candidatos militares às eleições de outubro, todos perfilados à candidatura presidencial de Jair Bolsonaro. O general não acha que tenha sido mera coincidência.

Não há ainda, nem se sabe se haverá, posicionamento do Alto Comando do Exército a respeito. O tema está sendo avaliado, mas há um grande desconforto no meio.

“Desde que os militares se retiraram da política, há 33 anos, não intervieram mais. Não queremos olhar pelo retrovisor, e sim para a frente. Mas a esquerda insiste em olhar para trás”.

Segundo ele, esse sentimento de revanche a fez cometer o erro estratégico de, em vez de diálogo, buscar o confronto. “O próprio PT lamentou, no seu 5º Congresso, não ter aparelhado nem as Forças Armadas, nem os colégios militares. Se o fizesse, e isso seria impossível, seríamos hoje a Venezuela”, diz.

E conclui: “Houve uma luta armada. A Comissão da Verdade diz que, em 21 anos, foram mortos 434 esquerdistas (números inflados), que, por sua vez, mataram 150, inclusive gente alheia ao conflito, como caixas de bancos e motoristas de caminhões de carga. Mataram menos pois perderam a guerra”.

A contradita está posta. E a reação militar, ainda indefinida, poderá dar ao documento ou o protagonismo almejado ou o silêncio.

7 comentários:

Orleans Farias disse...

Mas que merda...
Isto deveria ser comemorado, caramba...

Nossos "generais" foram bonzinhos demais. Não tinham homens (e nem hoje!) como o General Augusto Pinochet, que jogou centenas de esquerdomerdas no mar.

Aqui ficam de mimimi. VTNC!

O comandante do exército devia simplesmente dizer: "matamos terroristas e pronto. E vamos fazer de novo, para defender o país!"

Mas não, ficam nesta lenga-lenga esquerdista. VSF!

Anônimo disse...

Mas olhem neste artigo no link abaixo quem é o professor do tal documento da CIA e certamente a serviço de quem ele está. Os militares tem meu total apoio.

http://www.alertatotal.net/2018/05/quem-manda-no-cara-do-cfr-que-ataca.html

Anônimo disse...

ISSO AÍ SÃO FALSOS DOSSIÊS QUE AS ESQUERDAS MONTAM PARA NÃO VOTAREM EM GENTE CONTRARIA A ELES, COMO BOLSONARO, mas preferirem os comunibostas!
Ah, sim, especialistas, mestres em FAKE NEWS e MONTAGEM DE FALSOS DOSSIÊS, bem próximo das eleições... breve tem mais!
Uma sugestão parás esquerdas: continuem afirmando, afirmando com categoria que a prisão do Jararaca é PERSEGUIÇÃO PORQUE "DEFENDE OS POBRES" banqueiros e mega capitalistas...
OUTRO CASO:
A Edinalva Franco que pega no flagra querendo $$$$ dos sem-teto mora há anos no apartamento 68 do Ed. Labor, rua Brigadeiro Tobias, centro de S Paulo que foi ocupado, mas reformado entregue em 2004 a eles.
Mas a assessora da deputada paulista Lia do PT, aoportunista Edinalva manteve o apartamento na capital paulista, mesmo casada com Claudio Pereira da Silva, o Caju, 2 vezes prefeito de Paranapuã SP, com apoio de Lula e Mercadante, o que prova onde tem PT = corrupção e roubalheira garantida, está no DNA desses bandidos de esquerda...
A Marielle, "defensora dos pobres e favelas", mais de 90% dos votos dela vieram da B da Tijuca, Copacabana, Laranjeiras e mais regiões burguesas...
Miisprikem isso!

Anônimo disse...

A esquerda só consegue olhar para trás e conduzir para mais atrás ainda, onde jaz seu "pensamento" atrasado.

Anônimo disse...

O Partido Militar Brasileiro PMB lançará cerca de 71 candidato para governador em 25 Estado, incl no DF!
Ajudemos a desbancar os comunistas e associados!
Muito ao CONTRARIO esses ORDINARIOS!
Isso é coisa de SALAFRARIOS!
Já fomos, mas mais seremos OTARIOS!
Ouvindo merda de comunistas MERCENARIOS!
A CIA e governo americano, bem ao INVERSO estão cagando na midia esquerdista, acusaram o Gal Geisel de ser molenga com terroristas comunistas e rendeu nessa dura verdade, sabe em quê?
Até hoje nos "governando", embora o resto deles, via PMDBagulho que será posto aos pés no rabo, caso do Temer, só, apenas até 31/12, pois comia e se deliciava com as pilantragens no cocho do porcos do PT!

Marat Silva disse...

A Esquerda só sabe conduzir olhando pelo retrovisor. Só sabe falar em "revolução", desconhecem a palavra EVOLUÇÃO.

Anônimo disse...

Milhões de eleitores acham que eleger Bolsonaro será uma oportunidade de contarmos com uma "ditadura light garantidora de um ambiente de Ordem e Progresso". O Brasil não está precisando de coturnos. O Brasil está precisando de saudáveis e honestos neurônios nos Três Poderes.