quarta-feira, 6 de junho de 2018

Fake analysis da violência no Brasil

O Atlas da Violência 2018, no Brasil, serviu mais para satisfazer preconceitos ideológicos e raciais do que esclarecer a verdade sobre o assunto. Ao que parece, as vítimas da violência no país são somente os negros, enquanto os brancos seriam uns privilegiados imunes a tiros e facadas. Fake analysis, qualifica acertadamente Percival Puggina:


Os principais sites de notícias divulgaram, hoje (05/06), dados do Atlas da Violência 2018. O foco das informações centrou-se no aumento da letalidade intencional de negros e pardos e na redução dela entre a população branca. O maior índice de crescimento se deu entre as mulheres negras.

Os comentários correram todos para o leito habitual das fake analysis nacionais: é tudo causado pelo racismo e pelo machismo, donde se conclui, sem precisar afirmar, que a culpa cabe à população masculina de pele branca... As duas palavras, principalmente a primeira – o racismo – deram tom aos comentários jornalísticos e às opiniões das personalidades ouvidas. Fake analysis são muito mais frequentes e enganosas do que fake news.

Tenho certeza de que o leitor destas linhas – inteligente que é – já deve estar se interrogando sobre quem mata quem nesse intolerável e vergonhoso genocídio. A resposta seria bem esclarecedora se o Brasil conseguisse melhores resultados na investigação criminal. Em novembro do ano passado, o Estadão informou que o Instituto Sou da Paz consultara os governos de todas as unidades da Federação sobre o índice de solução de homicídios que vinham alcançando nas respectivas investigações. A resposta viera apenas do Pará (4%), Rio (11%), Espírito Santo (20%), Rondônia (24%), São Paulo (38%) e Mato Grosso do Sul (55,2%). Mesmo assim, a amostra que daí se colhesse, referida a homicídios esclarecidos e informando o perfil de criminosos e vítimas, seria estatisticamente suficiente para identificar quem está matando quem nessa guerra. Sabe-se lá por quais razões, ninguém se interessa em buscar esse dado. Não parece difícil, porém, intuir que o genocídio brasileiro tem quase nada a ver com racismo e machismo, e quase tudo a ver com opção pela vida criminosa, com consumo e tráfico de drogas, e com guerra entre facções.

Se quisermos curar o mal, é nas zonas em que esses conflitos se originam ou se desenrolam, independentemente de cor da pele, que se impõem as ações. Não é digno nem bom que seres humanos vivam sob condições tão vulneráveis.

A criminalidade “explicada” pelo racismo e pelo machismo produzia, ainda há poucos minutos, frêmitos de indignação nos comentaristas da Globo News. É uma sociologia que não convence no armazém da vila, mas comove, Brasil afora, habitantes do mundo das fake analysis. Elas servem para suscitar emoções e reações políticas, na versão atualizada da desacreditada luta de classes. É uma tosca mistificação que nos permitiria, pelo mesmo raciocínio que a constrói, olhando a desigual distribuição da criminalidade nas várias regiões de uma cidade, deduzir que há bairros que matam e bairros que morrem. Arre!

5 comentários:

Anônimo disse...

COMO AS ESQUERDAS SABEM IMPOR O PROJETO QUE O DIABO ESCREVEU COM SUAS PATAS...
Os anarquistas ideologistas das esquerdas pertencentes ao trio comuno/nazi/fascistas são antes de mais nada uns potenciais CRISTIANÓFOBOS, visando a manipulação social e usam demasiado a conotação de "racista, homófobo, islamofóbico e outros mais similares no projeto de discriminação para gerar o caos por meio das infernais Lutas de Classes, como disse Lênin, "SEM LUTAS DE CLASSES NÃO HÁ COMUNISMO"!
Esses revolucionarios e conspiradores vermelhos têm essa mania de assim agirem, bastando apenas que alguém seja contrario aos projetos deles e recebe todos tipos de censuras e de "disseminadores de odios".
Só que essa velha jogada está muito manjada pois no tempo da chamada por eles de "Ditadura Militar" haviam cerca de 05 000 morto/ano e depois de entrada dos revolucionarios comunistas apoiadores de narcotraficantes e da bandidagem geral passou para mais de 60 000 mortos/ano!
"SOMOS A FAVOR DO TERRORISMO ORGANIZADO E ISSO DEVE SER ADMITIDO FRANCAMENTE" - Stálin.
Não é isso que as esquerdas são, como por ex., esforçando por qualquer meio para livrarem seus mais que comprovados bandidos das prisões para tentarem implantar a DITADURA COMUNISTA?
Praticamente todas as mortes hoje em dia envolvem o sub mundo de venda, uso e tráfico de drogas, e o Rio com seus tiroteios são o inquestionável exemplo de apoio dos comunistas ao narcotráfico, pois eles no poder são desses mesmos de colarinho na Câmara e Senado e mesmo no Judiciario, bastando nos diversos segmentos a infiltrações de varios deles, até no STF, advogando causas desses incorrigiveis delinquentes e sociopsicopatas!
Eles agem bem semelhantemente à histérica Gleise Hoffmann: se não puderem ganhar a parada, partem para todos tipos gritarias, agressões verbais, calunias, falsas acusações para calarem os adversarios, típico de esquerdistas de todo o mundo!
As mercenarias femininazistas "defendendo o direito das mulheres" - mas que jamais vão a Cuba ou aos países árabes, nesses então são tidas como de lacaias dos homens- são associadas às esquerdas no projeto da DITADURA COMUNISTA-baderna geral de uns x todos e todos x uns, vendo em que estágio agora se debate a misérrima e violentíssima Venezuela que foi provar o veneno da facção martelo e foice e está se ferrando, comendo o pão que o diabo amassou com as patas!
Todos os partidos comunistas e socialistas estão por detrás desse tipo de comportamentos delituosos, sao incorrigiveis, como o stalinista PT, PSDB, PSOL, PSTU, PDT, Rede, PSB, PC do B etc., e quem APOIAR OU VOTAR nesses contribui para o caos total!...

Anônimo disse...

Situação do STF no dia de ontem: Se aceita o voto impresso comprova que as urnas eletrônicas são fraudáveis e que o engodo existe há muito tempo. Se não aceita o voto impresso fica provado que as urnas eletrônicas são fraudáveis, mas a fraude não pode ser admitida por SUAS EXCELÊNCIAS.

César de Castro Silva disse...

Concordo plenamente com o Anônimo que comentou sobre o STF e a urnas eletrônicas.Tanto o TSE quanto o STF morrem de medo da abertura da caixa preta dessas geringonças, que não permitem uma recontagem de votos correta e necessária. Se no Brasil se frauda tudo, por que não fraudam eleições???
Sei não hein, mas esse tribunal atrapalha mais a vida dos brasileiros do que ajuda, seria melhor fazer uma grande reforma do judiciário, funcionando nos moldes dos EUA, onde a suprema corte julgue o minimo de processos, tudo acabando na 1ª e 2ª Instância, fazendo com que a justiça seja rápida e útil, porque Justiça lenta não faz justiça

Anônimo disse...

SERVE TAMBÉM PRO PC E MAIS COMUNISTAS DA A LATRINA!
O atual embaixador dos Estados Unidos para Alemanha, Richard Grenell saudou esses conservadores e disse que os Estados Unidos estão prontos para ajudá-los.
Disse Grenell:
“Eu absolutamente quero empoderar ainda mais outros conservadores em toda a Europa, outros líderes. Eu acho que há uma onda de políticas conservadoras que estão tomando conta por causa das políticas fracassadas da esquerda ”

Acrescentou.
"Não há dúvidas sobre isso e é um momento emocionante para mim. Eu olho para o outro lado da paisagem e temos muito trabalho a fazer, mas acho que a eleição de Donald Trump capacitou indivíduos e pessoas a dizer que eles não podem apenas permitir que a classe política determine antes que uma eleição aconteça, quem é vai ganhar e quem deve correr.
"Esse é um momento muito poderoso em que você consegue enxergar além do grupo - pense em uma pequena multidão elitista dizendo que você não tem chance de ganhar ou de você nunca vai ganhar, ou eles zombam de você sempre."
Vejam parte do texto do site Breibart.
Dias 26-27-06 o vice dos EUA estará no Brasil e depois visitará em seguida os refugiados venezuelanos e não querem mais comunistas no poder!...
Trump já refrescou a China, Irã e Kim Jong!

Anônimo disse...

Eles mencionam que os negros são os que mais cometem os crimes e assassinatos também? Claro que não. O que eles querem dizer que estes crimes tem uma motivação racial, mas se olharmos com cuidado o negros assassinam mais brancos do que brancos assassinam negros. Mas mencionar isto é racismo e você é literalmente Hitler por dizer algo assim. Enquanto temos há mais de 4 décadas o sistema de ensino e maisntream media mundial empurrando esta porcaria 24/7 na cabeça de todo mundo.

Quando um policial americano mata um criminoso negro é manchete mundial por semanas. Quando fazendeiros brancos sul africanos são mortos, torturados, violentados (crianças também) e tem suas terras tomadas pelo governo sem nenhum tipo compensação, não se lê uma linha em lugar algum. O único país do mundo que cogitou asilar estes fazendeiros brancos os "boer" foi a Austrália e esta iniciativa foi atacada como racista por todos, inclusive por parlamentares babacas na própria Austrália. Mas isto não aparece em lugar algum, certo?