terça-feira, 3 de julho de 2007

O caos aéreo e uma proposta

Como, segundo a Aeronáutica, o caos aéreo continuará, vale a pena pensar em algumas propostas para resolver o problema, ao invés de procurar culpados. O De Gustibus apresenta uma delas:

Aí vai uma sugestão simples: incentivos econômicos. Crie-se uma multa, na forma de devolução de parte do valor da passagem. Não é uma idéia nova, mas talvez o que não tenha sido pensado é sobre quem deve arcar com o ônus da multa. Em minha proposta modesta, o valor do ressarcimento seria dividido entre a ANAC e a companhia aérea. Seria uma média ponderada na qual os pesos seriam definidos pela responsabilidade de cada um. Como medir isto? Há várias formas. Uma opção seria fazer uma pesquisa com os passageiros de cada vôo nos quais haveria uma cédula simples: a culpa é: a) da ANAC, b) da companhia. Votos em branco contariam contra ambos. Um acordo com as companhias de telefonia celular tornaria esta votação barata e de apuração imediata (um placar no aeroporto tornaria pública a divisão do valor da multa, sem necessidade da possível corrupção de se criar outro órgão para fiscalizar a pesquisa...). (Leia mais).

4 comentários:

Leticia disse...

Xi, De Gustibus! Não era mais barato endireitar essa porcaria de uma vez?

Felipe disse...

otimista!

Lillys disse...

"Elles" tornarão o mes de julho inesquecível para os brasileiros.
Nós ,os bobões pagadores de impostos deveríamos promover o maior boicote da história da aviação brasileira."Férias em casa" ....uma lição às empresas aéreas e aos controladores ao mesmo tempo.

Gontijo disse...

Parece que este é um problema que só não afeta a mim... mesmo com os preços promocionais das passagens aéreas não tenho dinheiro pra viajar de avião... talvez eu devesse tentar o jegue da propaganda do Master Card...