domingo, 12 de novembro de 2017

O chefão quer unir os larápios do PT e os gatunos do PMDB

Separados pelo impeachment de Dilma, os delinquentes têm tudo para refazer o casamento dos fora-da-lei. Coluna de Augusto Nunes, em Veja.com:


“Estou perdoando os golpistas que fizeram essa desgraça com o país”, disse Lula a seus discípulos no sermão da missa negra celebrada em Belo Horizonte. Em seguida, o torturador da verdade jurou que se inspira em Juscelino Kubitschek, que anistiou militares envolvidos em duas rebeliões contra o governo constitucional.

O exemplo histórico escancara o mentiroso compulsivo e o ignorante sem remédio que convivem na cabeça do palanque ambulante. JK perdoou os amotinados para conter a inquietação dos quartéis e consolidar a democracia. Lula se fantasia de generoso para reunificar a grande quadrilha que concebeu e chefiou.

Até a chegada da Lava Jato, os larápios do PT e os gatunos do PMDB roubaram juntos. Em perfeita harmonia, esvaziaram cofres ministeriais, embolsaram verbas federais bilionárias e, com o PP como coadjuvante, transformaram a Petrobras no alvo do maior esquema corrupto da história.

Os delinquentes separados pelo impeachment de Dilma Rousseff têm tudo para refazer o casamento dos fora-da-lei. Geddel Vieira Lima, por exemplo, foi ministro de Lula, diretor da Caixa Econômica de Dilma e ministro de Temer. Elizeu Padilha e Moreira Franco atuaram no governo do poste fabricado por Lula com a mesma desenvoltura que exibem no governo do vice que o chefão escolheu.

Todos estão ligados por anotações comuns nos prontuários. E todos sabem que nasceram uns para os outros.

3 comentários:

Anônimo disse...

Desde quando quadrilhas com interesses convergentes de assalto se estranham?
Nunca, ao contrario, até que as conveniencias perdurem; mas se um sujar fora do penico, esses bocas-de-fumo se arrebentam uns aos outros!
Mesmo dentro do partido, quer dizer, dentro da facção, agem como cães ferozes devorando-se uns aos outros por dinheiro e poder!

Anônimo disse...

Deus os fez e o diabo os juntou.

Unknown disse...

Lula não conseguirá convencer a maioria dos brasileiros de que foi temer e não os governos petistas que levaram o Brasil ao fundo do poço.