quinta-feira, 15 de março de 2018

A universidade agora é comandada pelos idiotas que diplomou

A Universidade gasta o dinheiro que falta ao Museu do Ipiranga num curso que transforma Dilma em vítima de um "golpe". Post de Augusto Nunes:


Sabe-se lá por quê, o Museu do Ipiranga, construído no local da Proclamação da Independência, está sob a guarda da Universidade de São Paulo. Apesar disso, ou por isso mesmo, permanece fechado desde 2013 para evitar, entre outros perigos, que o teto desabe sobre a cabeça de algum visitante distraído.

Não há prazo para a reabertura do museu. E, embora sobrem arquitetos no corpo docente, não existe um projeto para a recuperação do prédio. Falta verba, recita um reitor depois do outro. Mas todos desperdiçaram dinheiro dos pagadores de impostos em monumentos ao besteirol.

O atual, por exemplo, resolveu investir no curso que ensina que impeachment é golpe, que o Brasil deixou de ser uma democracia em 2016 e que Dilma Rousseff é uma estadista despejada por seus múltiplos talentos, fora o resto. Para contar essas e outras mentiras, foram mobilizados 19 professores.

Faz tempo que as universidades andam diplomando idiotas. Agora são dirigidas por eles.

3 comentários:

Anônimo disse...

Os petralhas talvez não mereçam um museu, mas já entraram para a história - a universal da infâmia, bem entendido.

Marat da Silva disse...

Por essa e por outras que não fui para uma universidade, não queria ficar mais burro do que já sou.

Anônimo disse...

As universidades hoje em dia então o PIOR, AS "FEDERAU", as de ciencias humanas, caso jornalismo e afins, sao centro de lavagens cerebrais onde oS sujeitoS entraM pessoas e saEM autômatoS das ideologias marxistas,sendo uns discriminadores, intolerantes, anarquistas etc. com quem discorde do politicamente correto do sistema que esses idiotas-uteis professam!
Já não mais raciocinam por si e nem são eles mais, tornaram-se teleguiados do sistema e desdomesticá-los será tarefa de gerações!