sábado, 21 de novembro de 2020

Jornais brasileiros receberam patrocínio da ditadura comunista chinesa


O Partido Comunista chinês injetou dinheiro em publicações nacionais, conforme documentos do Departamento de Justiça dos EUA. Informações da revista Oeste:


Controlado pelo Partido Comunista da China, o jornal China Daily pagou veículos de comunicação brasileiros de modo a promover conteúdo governamental. A informação consta em documentos do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, publicados em 6 de janeiro deste ano. Na lista, a Empresa Folha da Manhã S.A, dona do título Folha de S. Paulo, arrecadou US$ 405 mil entre 2016 e 2020. Só no mês de janeiro de 2019, a companhia jornalística recebeu US$ 41,4 mil para publicar material governamental. Os recursos também se destinaram à Editora Globo, responsável por arrecadar US$ 109 mil entre 2017 (em novembro, a companhia recebeu US$ 75,860.00) e 2018. Além das duas empresas de comunicação, a que controla o jornal Correio Braziliense também abocanhou alguns dólares: US$ 15,450.00 em novembro de 2019.

Grupo Folha de São Paulo
Editora Globo

Correio Braziliense

Um comentário:

Land disse...

Tais editoras fazem jus aos apelidos: Foice de São Paulo e Globolixo. Pagou, levou!